50% da frota da pesca de sardinha já está parada

50% da frota da pesca de sardinha já está parada

Praticamente metade dos barcos dedicados à pesca da sardinha já parou a atividade e uma boa parte deles foi ao mar, pela última vez, no início de setembro. Os portos onde a captura se mantém ativa – Matosinhos, Aveiro e Viana do Castelo – deverão manter-se apenas até ao final do mês, dá conta o Jornal de Notícias.

O presidente da Anopcerco, Humberto Jorge antevê que “com as previsões que existem para 2016, o mais certo é que só se volte à faina para a sardinha em junho, para não passar o verão sem este peixe”. Segundo afirmou, a definição das quotas para o próximo ano só deverá ocorrer em novembro. O setor espera que sejam superiores ao que o conselho científico (ICES) tinha proposto e que significaria o fim desta pescaria em Portugal: 1587 toneladas contra as 16 mil para 2015.