Academia Ponto Verde promove hábitos de reciclagem nas escolas

Academia Ponto Verde promove hábitos de reciclagem nas escolas

A Sociedade Ponto Verde (SPV) lançou hoje a plataforma digital Academia Ponto Verde, na Escola Josefa d’Óbidos, em Lisboa. A ideia é percorrer 30 escolas de norte a sul do país, num Roadshow que desafia alunos e professores a mudar os seus hábitos de reciclagem e a tornar a sua escola mais sustentável.

Na cerimónia esteve o secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde, afirmando que “neste momento estamos muito preocupados com o plástico e com a reciclagem do plástico” — até porque há quantidades de plástico do tamanho da Argentina, deu como exemplo. No entanto, reciclar não chega. O objetivo é que todo o plástico volte a aproveitado, através da reutilização. E isto “é quase mudar o mundo, mudar a forma como nós vivemos”, assegurou às crianças e jovens presentes.

João Ataíde garantiu-lhe que “se não fossem vocês lá em casa não se reciclava” e é por isso que “temos nós, quer o Ministério do Ambiente quer a Sociedade Ponto Verde, a certeza de que é nas escolas que se começa”. Tudo para “deixar-vos um futuro limpo”.

Academia Ponto Verde

Dirigida a crianças do 1.º, 2.º e 3.º ciclos e professores, a plataforma digital apresenta-se como uma importante ferramenta educativa, repleta de conteúdos interessantes e apelativos, que vão aumentar o grau de sensibilização ambiental dos alunos e, ao mesmo tempo, ajudar a gerar uma ação de cidadania para a reciclagem.

Nesta plataforma, os professores encontram todos os conteúdos necessários para leccionar uma aula sobre este tema ou desenvolver iniciativas, quer no recinto escolar, quer envolvendo alunos e comunidade local em prol da reciclagem das embalagens. Os alunos têm neste site conteúdos divertidos, em vídeo e quizz, para que possam facilmente apreender estes temas.

“A SPV acredita que os mais novos são importantes agentes da mudança na separação das embalagens e que ao chegar até eles de uma forma que os interesse e motive, damos um importante passo em direção a um futuro mais sustentável”, afirma a CEO da Sociedade Ponto Verde, Ana Isabel Trigo Morais.

Rita Inácio