Almargem vai continuar com queixa-crime contra as obras feitas na praia Dona Ana

Almargem vai continuar com queixa-crime contra as obras feitas na praia Dona Ana

As obras de alimentação artificial do areal da praia Dona Ana, em Lagos, eleita em 2013 a melhor do Mundo, deverão ficar concluídas esta semana. A polémica, porém, vai continuar com a apresentação de queixas, noticiava o Correio da Manhã.

A associação ambientalista Almargem vai avançar junto do Ministério Público com uma queixa-crime contra o Ministério do Ambiente e outra, junto da Comissão Europeia, contra o Estado Português. A associação alega que a obra é “um grave e premeditado crime ambiental” em que foram violados princípios e normas da legislação portuguesa e europeia.

Os ambientalistas denunciam a dragagem e descarga de “toneladas de areia de qualidade miserável”, que soterraram “o mundo submarino e a paisagem marítima”, além da construção de um dique com 50 metros.

Sebastião Teixeira, o responsável pela Agência Portuguesa do Ambiente do Algarve, garantiu ao Correio da Manhã que “foram cumpridas todas as normas legais” e defendeu que “a obra é necessária por razões de segurança, dado que o alargamento do areal da praia permite afastar os banhistas das arribas”.

A intervenção no areal ficará concluída antes do final da semana, enquanto o esporão demorará mais uns dias.