Aniversário Ambiente Magazine: “Para quando a sustentabilidade”?

Aniversário Ambiente Magazine: “Para quando a sustentabilidade”?

No 28º aniversário da Ambiente Magazine, assinalado em dezembro de 2021, lançamos um desafio ao setor do ambiente. Designado por “Passa-a-Palavra”, este desafio começou com Lee Hodder (Galp), José Furtado (Águas de Portugal) e Ana Isabel Trigo Morais (Sociedade Ponto Verde), onde cada um teve de responder à pergunta -“Para quando a sustentabilidade?” – e, ao mesmo tempo, lançarem o mesmo desafio a outras personalidades, e assim sucessivamente. Neste trabalho, incluído na edição impressa número 91 da Ambiente Magazine, apenas conseguimos partilhar os testemunhos da área dos resíduos, ficando a promessa de que, nas duas próximas edições, serão disponibilizados os testemunhos das restantes áreas.

Hoje, partilhamos o testemunho de Sofia Vogensen (Generation Earth Portugal), desafiada por Catarina Grilo (ANP|WWF).

PARA QUANDO A SUSTENTABILIDADE?

“Quando” é algo que os humanos têm dificuldade em assimilar. A sustentabilidade, por outro lado, parece ainda algo que deixamos sempre para último pensamento como sociedade. Aquele aperfeiçoamento que deixamos sempre para o fim. Se não der tempo para fazer revisão, pelo menos já́ criámos a obra. Pelo menos ficou feito e serviu o suficiente o seu propósito.

O problema é que quando criamos, estamos a reorganizar, de grosso modo, o universo e os seus átomos de uma forma nova, estamos a impor ordem num caos entrópico e interligado. É um processo altamente custoso, o de criar.

A sustentabilidade então, será para quando compreendermos a forma como o universo já se interliga, se cria e se constrói. Inspirar-nos no modelo da Natureza, e desenharmos novos modelos que sejam em sintonia com a mesma, desde a raíz do seu processo de criação, até ao final. Para que quando estivermos a criar um futuro possível, não voltarmos a abrir portas que levem a consequências que não consigamos prever, quanto mais controlar”.

By: Sofia Vogensen