Barreiro não aumenta fatura da água

Barreiro não aumenta fatura da água

Categoria Águas, Ambiente

A Câmara Municipal do Barreiro vai manter o tarifário da fatura da água, em 2019, “recusando o valor recomendado pela ERSAR, Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos, que apontava para um aumento de 1,5%”, refere o município em comunicado à imprensa.

Além desta medida, que garante aos munícipes os mesmos encargos, que em 2018, com a água, saneamento e resíduos sólidos, a autarquia vai continuar a investir na construção de novas redes de drenagem de águas residuais e na revitalização da rede de águas.

Com esta iniciativa e graças ao investimento que está a ser feito pela autarquia, João Pintassilgo, vereador do Departamento de Águas e Higiene Urbana do Barreiro, assume estar confiante que “no próximo ano haverá condições objetivas para que se baixe a fatura global da água”.

Foram também adjudicados contratos para a construção de redes de drenagem doméstica e novas infraestruturas, que vão beneficiar, entre outros, os moradores do Bairro da Liberdade, Fonte do Feto, Quinta dos Carvalhos e Rua da Machada, com um investimento autárquico que ultrapassa os 900 mil euros.

Para o vereador João Pintassilgo, com a adjudicação destas obras, que irão permitir a recolha do caudal doméstico de cerca de 500 habitantes, e que em parte era descarregado, sem tratamento, no rio Coina, “é dado mais um passo significativo para que o concelho complete a drenagem dos seus esgotos domésticos para o devido tratamento, nomeadamente das áreas urbanas de génese ilegal, localizadas na Freguesia Santo António da Charneca, contribuindo assim para a melhoria da qualidade de vida destas populações e por um melhor ambiente”.