Católica do Porto lidera plantação de dez mil árvores

Categoria Ambiente, Florestas

A Universidade Católica do Porto está a promover, a partir de hoje, uma sementeira de dez mil árvores na área metropolitana do Porto, no Viveiro Municipal do Porto, com  o objectivo de assinalar o Dia da Floresta Autóctone – que se celebra na Península Ibérica a 23 de Novembro.  Durante os próximos 18 meses, o Viveiro Municipal do Porto será o local onde serão semeados carvalhos, castanheiros, bétulas, cerejeiras, azevinhos, medronheiros, azereiros, sobreiros, entre outras espécies nativas da flora da região. Estas árvores e arbustos serão, posteriormente, plantados em toda a área metropolitana do Porto, no âmbito do projecto “FUTURO – 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto”, iniciativa que visa criar florestas urbanas nativas na região. A acção pretende, assim, enriquecer a biodiversidade, melhorar a qualidade do ar, proteger os solos e contribuir para uma melhor qualidade de vida dos habitantes desta área.  Esta é uma iniciativa do CRE.Porto – Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto. Conta, ainda, com o apoio da Câmara Municipal do Porto, do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), da Lipor e com a participação de mais de 40 organizações e milhares de cidadãos. O projecto é cofinanciado pelo ON.2. Até à data, já foram plantadas cerca de 34 mil árvores nativas, sendo que o território de intervenção se estende pelos 17 municípios da Área Metropolitana do Porto. A iniciativa arrancou em Outubro 2011 e estende-se até 2016.