CentroAdapt assinala Dia Mundial da Água

CentroAdapt assinala Dia Mundial da Água

No âmbito do Dia Mundial da Água, que se assinala amanhã, dia 22 de Março o CentroAdapt – Centro de vanguarda em adaptações às alterações climáticas, chama a atenção para o impacto negativo das alterações climáticas no setor da água. Segundo, Zara Teixeira do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) “o impacto das alterações climáticas, que se fazem sentir a nível da água, colocam-nos uma série de desafios. A hipótese de virmos a ter secas cada vez mais frequentes e mais duradouras exigem novas medidas de gestão e adaptação dos recursos hídricos de modo a retardar e atenuar os efeitos negativos”.

Das inundações e das secas até à acidificação dos oceanos e à subida dos níveis do mar, os impactos das alterações climáticas na água tendem a intensificar-se nos próximos anos. As cidades terão de se adaptar recorrendo a soluções mais sustentáveis e baseadas na natureza para reduzir o impacto das inundações e utilizar a água de formas mais inteligentes e sustentáveis, que nos permitam viver em situação de seca.

“A melhor solução consiste em reconhecer os impactos futuros e em preparar-se para eles em tempo útil. Felizmente, existem uma série de medidas e abordagens inovadoras que podem ser implementadas de modo a minimizar os efeitos colaterais das alterações climáticas nos recursos hídricos”, acrescenta Zara Teixeira.

Para João Carlos Marques, responsável pelo CentroAdapt, “as alterações climáticas constituem uma ameaça global para os ecossistemas naturais e humanos a nível ambiental, social e económico. Implementar estratégias concertadas e sustentáveis para mitigar os seus efeitos e potenciar a adaptação a um clima em mudança, constitui uma prioridade a curto prazo”.

Dia Mundial da Água 2019: “Ninguém fica para trás”

O Dia Mundial da Água foi criado pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas a 21 de Fevereiro de 1993, declarando o dia 22 de Março de cada ano como sendo o Dia Mundial da Água. Sob o mote “Ninguém fica para trás”, o Dia Mundial da Água reforça, este ano, uma das promessas da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, a qual defende que, à medida que o desenvolvimento sustentável avança, todos devem beneficiar. Assim, um dos pilares do Desenvolvimento Sustentável visa garantir a disponibilidade sustentável da água para todos até 2030, para que “ninguém fique para trás”.

Atualmente são muitas as pessoas que ainda vivem sem água potável, havendo mesmo grupos marginalizados como seja os que vivem em zonas mais inóspitas, refugiados, povos indígenas e muitos outros a quem são vedados os acessos aos recursos hídricos que necessitam para viver. Uma significativa parte da população continua a consumir água de fontes não controladas ou protegidas.