Cidadãos dos oito municípios da Lipor unidos na aposta pela reciclagem

Cidadãos dos oito municípios da Lipor unidos na aposta pela reciclagem

Categoria Ambiente, Resíduos

Em 2020, a Lipor recebeu cerca de 60.133,14 toneladas de materiais entregues para reciclagem nos ecopontos, ecocentros e zonas de recolha seletiva porta-a-porta, o que significa um crescimento de +8,03% relativamente a 2019, essencialmente no papel ou cartão, plástico e vidro, lê-se num comunicado.

Estes valores são fruto do “forte investimento e da aposta” que a Lipor e os municípios associados têm desenvolvido, com vista a “maximizar e incrementar a quantidade de materiais a enviar para reciclagem”, precisa o comunicado.

No mesmo período, segundo a Lipor, receberam cerca de “40 mil toneladas de biorresíduos recolhidos seletivamente, resultado que, comparativamente a 2019, representa um decréscimo de 12,76%, justificado pelo encerramento total ou parcial da restauração ao longo do ano, fruto do contexto pandémico”.

Uma excelente notícia é o “decréscimo na produção global de lixo, 394 277,84 toneladas (-1,94% que em 2019), material que, no entanto, não acaba em Aterro Sanitário”. A Lipor aproveitou todo o seu potencial valorizando-o na sua Central de Valorização Energética o que permitiu em 2020 “a exportação para a rede nacional da EDP de 171 305 MWh de energia elétrica”.

Os produtos Lipor, nomeadamente os recicláveis, papel e cartão, plásticos, vidro e metais, o Composto Orgânico Nutrimais® e a Energia Elétrica exportada, tiveram um “impacte positivo na redução de emissões para a atmosfera noutros setores económicos na ordem das 114.000 tCO2e”, lê-se no mesmo comunicado.

O Projeto Lipor conseguiu, em pouco mais de 20 anos, criar um Sistema de Tratamento de resíduos, com parâmetros ambientais de excelência internacional, que eliminou todas as lixeiras da região, reduziu o envio de resíduos para Aterro a valores mínimos e assim valorizando praticamente 100% dos seus resíduos, elevando a qualidade de vida de mais de 1 milhão de habitantes do Grande Porto. A Lipor quer continuar a apostar na prevenção, na reutilização, na reciclagem, na valorização energética, na descarbonização e no investimento em Sistemas e Infraestruturas cada vez mais modernos de tratamento de resíduos e a consequente eliminação dos Aterros.