Conselho Mundial da Água reune pela primeira vez em Lisboa

Conselho Mundial da Água reune pela primeira vez em Lisboa

Categoria Águas, Ambiente

O Altis Grand Hotel, em Lisboa, acolheu entre os dias 3 e 4 de julho, o 78th Board of Governors Meeting do World Water Council (WWC). A reunião contou com os respetivos governadores efetivos e suplentes, provenientes de organizações do setor da água de países do mundo inteiro, incluindo Portugal, representado por Rui Godinho e J. Henrique Salgado Zenha, respetivamente, Presidente e Vice-Presidente da APDA (Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas).

O WWC é uma organização internacional multissetorial, responsável pela fundação e coorganização do World Water Forum (Fórum Mundial da Água). Presidido atualmente por Loïc Fauchon, tem como missão conduzir à mobilização e implementação de soluções e medidas face às questões críticas do setor da água a todos os níveis, incluindo ao mais elevado nível de tomada de decisão, envolvendo os intervenientes no debate e desafiando o pensamento convencional. Sedeado em Marselha, França, o WWC foi criado em 1996, reunindo, atualmente, 400 membros de organizações de mais de 50 países.

De acordo com a APDA, no primeiro dia da reunião foram debatidos os assuntos administrativos, financeiros e organizacionais, merecendo destaque a aprovação da candidatura da APA – Agência Portuguesa do Ambiente, como novo membro do WWC. Teve também lugar a análise relativa ao 9.º Fórum Mundial da Água, decorrido em Dakar, no Senegal, entre 21 e 26 de março último. Na apresentação realizada sobre o Fórum foram destacados os esforços dos membros do ISC – International Steering Committee – das entidades organizadoras do evento (WWC e Governo do Senegal) para cumprir a exigente agenda relativa à preparação, organização, direção e gestão do evento. Foram igualmente realçadas as sessões temáticas, os segmentos políticos, a logística, bem como a comunicação. Relativamente à atividade das Task Forces e dos Grupos de Trabalho, base para a “Declaração de Dakar” adotada, destacam-se: Water Security, Global Changes, IWRM – Transversality, Financing Water, Observatory of Non-Conventional Water Resources, COVID-19, Water and Ecological Security e Youth Delegates, que deram conteúdo ao tema central do Fórum “Water Security for Peace and Development”.

O segundo dia de trabalhos focou a preparação do 10.º Fórum Mundial da Água, que terá lugar em Bali, Indonésia, em junho de 2024. Foi abordado igualmente o plano de cooperação entre o WWC e a cidade de Daegu, na Coreia do Sul, que, desde 2015, acolhe anualmente o World Water Cities Forum, encontro que junta 10 cidades para debater questões da gestão da água urbana e o papel das Cidades. O objetivo desta parceria é desenvolver um roteiro a longo prazo, baseado numa abordagem estratégica para o desenvolvimento sustentável da água nos meios urbanos e obter um resultado tangível durante o processo de preparação, lê-se na mesma nota.

No encerramento da reunião Duarte Cordeiro, ministro do Ambiente e da Ação Climática, traçou as linhas gerais do Programa do Governo de Portugal para o Setor da Água e respondeu a diversas questões dos elementos do Board of Governors sobre o panorama do setor em Portugal, nomeadamente no que diz respeito à gestão dos recursos hídricos, infraestruturas, abordando a situação de seca que assola o país e algumas medidas já implementadas e outras a melhorar.