Dia Mundial da Terra: Sintra alerta para as questões relativas à incorreta deposição dos resíduos e poluição da água

Dia Mundial da Terra: Sintra alerta para as questões relativas à incorreta deposição dos resíduos e poluição da água

No Dia Mundial da Terra, que se assinala esta quinta-feira, o município de Sintra deu mais um passo no projeto “O que Cai ao Chão Cai ao Mar”, com a pintura de sarjetas nas escolas básicas Padre Alberto Neto (Rio de Mouro), D. Fernando II (Sintra), n.º 1 e n.º 2 de Mira Sintra, Escola Profissional Alda Brandão de Vasconcelos (Colares) e Colégio da Beloura, lê-se num comunicado divulgado pelos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS de Sintra).

O projeto, que constitui uma parceria da Câmara Municipal com os SMAS de Sintra, consiste assim na pintura do slogan “O Que Cai ao Chão Cai ao Mar” nas sarjetas e sumidouros que têm como função a recolha e escoamento das águas pluviais, alertando para os “resíduos que são lançados para o chão, como embalagens descartáveis, beatas de cigarro ou copos de plástico, e que pela sua dimensão e leveza são direcionados para as sarjetas, as quais estão ligadas a linhas de água, como ribeiras ou rios, e vão confluir no mar”, refere o mesmo comunicado.

De acordo com os SMAS de Sintra, estes resíduos provocam a contaminação das linhas de água e entram na cadeia alimentar dos animais marinhos. A contaminação, que pode chegar ao nível dos microplásticos, passíveis de serem incluídos no ciclo urbano da água, são ainda uma preocupação para a sobrevivência dos organismos responsáveis pela fotossíntese existentes nos mares: “Calcula-se que cerca de 60% do oxigénio que respiramos vem dessas águas”, referem.

Através de uma mensagem simples, o município de Sintra alerta para as questões relativas à incorreta deposição dos resíduos e poluição da água, informando como os ecossistemas terrestres e aquáticos são diretamente afetados por estes fatores, que colocam em risco a sua biodiversidade.

A pintura de sarjetas com o slogan “O Que Cai ao Chão Cai ao Mar”, que envolveu nesta ocasião mais de 20 escolas do concelho de Sintra através de cedência de kits (compostos por stencil, lata de tinta amiga do ambiente, spray branco, embalagem de óculos, fita isoladora e trinchas), foi complementada por iniciativa similar do projeto “O Mar Começa Aqui”, da Associação Bandeira Azul da Europa e que conta também com a parceria do Município de Sintra.