EDP e Siemens juntas na Roménia

EDP e Siemens juntas na Roménia

Categoria Ambiente, Energia

A EDP e a Siemens, que em fevereiro inauguraram um projeto conjunto em Évora, vão voltar a ser parceiras, mas desta vez na Roménia, com a instalação de uma bateria para armazenar energia eólica num dos parques da EDP Renováveis naquele país, explica o Expresso.
O novo projeto permitirá à subsidiária portuguesa da Siemens fornecer, a partir da fábrica que tem em Corroios, um equipamento de armazenamento de energia de média dimensão. O objetivo é usar baterias de iões de lítio para guardar uma parte da eletricidade gerada a partir do vento, para que em momentos em que o recurso eólico caia subitamente o parque tenha energia armazenada para continua a injetar na rede elétrica.
Nesta encomenda que a Siemens recebeu da EDP Renováveis, a subsidiária portuguesa do grupo alemão irá fornecer um sistema com capacidade para armazenar um megawatt hora de energia. É um volume que seria suficiente para abastecer durante uma hora o consumo elétrico de 3700 famílias.
A bateria destina-se ao parque eólico de Cobadin, um empreendimento construído em 2013 e que tem uma potência total de 26 megawatts, distribuídos por 13 aerogeradores.
A Roménia é um dos principais mercados da EDP Renováveis na Europa, onde a empresa já tem operacional uma capacidade de 521 megawatts, assumindo uma quota de mercado próxima dos 20%.