EIT InnoEnergy vai investir 12 milhões de euros em projetos de inovação energética durante 2020 em Espanha e Portugal

EIT InnoEnergy vai investir 12 milhões de euros em projetos de inovação energética durante 2020 em Espanha e Portugal

Categoria Advisor, Empresas

O EIT InnoEnergy acaba de anunciar que, durante o segundo semestre de 2020, investirá “12 milhões de euros para promover e desenvolver projetos de empresas inovadoras em Espanha e Portugal”, principalmente nas áreas da “energia renovável, mobilidade, armazenamento, eficiência energética e hidrogénio”, refere a empresa em comunicado.

Por sua vez, a empresa também anunciou retornos sobre investimentos anteriores e atividades de gestão do ecossistema da Ibéria no valor de 3,5 milhões de euros em 2019, um número que espera exceder este ano, apesar do impacto da COVID-19 nas suas atividades. Durante o segundo semestre de 2020, a EIT InnoEnergy Iberia vai concentra-se na criação de um fundo de investimento em conjunto com empresas e instituições do setor, graças ao qual outros “25 milhões de euros serão administrados para investir em startups ligadas à transição energética”.

Segundo Mikel Lasa, CEO da EIT InnoEnergy Iberia, “pensamos que o nosso investimento levará a um forte impulso para a transição energética em Espanha e Portugal, num momento chave em que é necessário apostar na recuperação económica após a crise da COVID, focando os nossos esforços na nova economia”.

Medidas para fazer frente à pandemia

Tendo em conta a crise causada pela Covi-19, o EIT InnoEnergy tomou diferentes medidas para enfrentar a pandemia e ajudar na recuperação económica e social. Por um lado, faz parte da iniciativa da UE e do Instituto Europeu de Tecnologia (EIT) que vai investir “60 milhões de euros no ecossistema de inovação da Europa, número que será dividido entre todas as comunidades de conhecimento e inovação do EIT (KIC)”, diz a empresa no mesmo comunicado.

Além disso, foram realizadas diferentes ações para ouvir os grupos mais vulneráveis do ecossistema de inovação, entrando em contato com mais de 300 startups, 400 parceiros, 50 investidores, 27 acionistas e 400 estudantes. O mesmo exercício foi feito aos membros do próprio ecossistema EIT InnoEnergy, foi realizada uma auditoria abrangente de seus planos de negócios pós-COVID, ativando várias ações de resgate, suporte e acesso a novas medidas de apoio.

Mais de 24 milhões em receitas em 2019

A EIT InnoEnergy aproveitou a oportunidade para fazer um balanço do seu ano passado a nível ibérico. Em 2019, o portfólio da empresa conseguiu superar pela primeira vez o número de 50 startups em Espanha e Portugal. A atividade dessas empresas gerou receitas superiores a 24 milhões de euros. Além disso, as empresas captaram financiamento no valor de 15 milhões de euros de fundos públicos e privados, gerando mais de 150 novos empregos. De todas as empresas que fazem parte do ecossistema InnoEnergy Iberia, as que obtiveram mais financiamentoforam a RVE.Sol, FlexiDAO, Gas2Move, X1Wind, Pro-drone e Nabrawind.

Em Portugal, a EIT InnoEnergy apoia 17 start-ups. Algumas delas tiveram um volume de negócio superior a um milhão de euros, como é o caso da da Eneida; e investimentos significativos a rondar o mesmo valor como a RVE.Sol, a Pro-drone e a C2C.

No caso da RVE.Sol, corresponde a um investimento da Acumen Funds (investidor reconhecido na área do impacto social e sustentável), e já no caso da C2C e Pro-drone, um financiamentoSME Instrument Phase II. As actividades portuguesas estão neste momento focadas em oportunidades ligadas à transição energética, em especial na mobilidade e armazenamento de energia, assim como nas redes inteligentes (especialmente as redes de baixa tensão).