“Há que chegar a consensos e tomar medidas concretas para uma evolução tecnológica em prol da humanidade”, alerta Huawei

“Há que chegar a consensos e tomar medidas concretas para uma evolução tecnológica em prol da humanidade”, alerta Huawei

Categoria Advisor, Empresas

Integrado no Mobile World Congress 2021, que decorre em Xangai até dia 25 de fevereiro, o “Connected for Shared Prosperity Forum” serviu de palco para Catherine Chen, senior vice-presidente e Board Member da Huawei, deixar um alerta ao mundo: “há que chegar a consensos e tomar medidas concretas para uma evolução tecnológica em prol da humanidade”, lê-se no comunicado da Huawei.

O “Connected for Shared Prosperity Forum” teve lugar no Jumeirah Himalayas Hotel em Xangai, sob organização da Huawei, da Global Mobile Association (GSMA), do Center of Environmental Economics of Fudan University e do The Paper. Em representação de organizações de todo o mundo, incluindo membros de governos, reguladores internacionais da indústria e think-tanks da China, Malásia, Espanha, Tailândia, Hungria e Portugal, os participantes juntaram-se online e presencialmente para discutir o valor das tecnologias digitais no desenvolvimento sustentável para um mundo melhor e conectado-

Presente no “Connected for Shared Prosperity Forum”, Catherine Chen proferiu um discurso intitulado “Acredite no poder da tecnologia”, no qual descreveu como a tecnologia pode ser utilizada como motor do progresso humano. Ao apelar aos indivíduos e empresas para “pensar grande e agir pequeno”, Catherine Chen reiterou na sua intervenção o apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e à construção de um mundo verde, inovador e inclusivo, refere o comunicado da Huawei.

Fazendo uma reflexão sobre o atual panorama mundial imposto pela Covid-19, a senior vice-presidente da Huawei frisou no seu discurso que “são generalizados os sentimentos contraditórios em relação a 2020, tendo sobretudo em conta as enormes alterações que a pandemia causou nas nossas vidas, muitas coisas que considerávamos certas deixaram de existir e os nossos valores mudaram”.

Neste encontro que reuniu milhares de convidados para discutir os 17 ODS das Nações Unidas, Catherine Chen fez questão de lançar um repto à sociedade no seu todo, frisando que acredita que a tecnologia “é crucial para o avanço dessas metas” e que, em conjunto, “devemo-nos empenhar na concretização de dois objetivos para libertar totalmente o poder da tecnologia e impulsionar o desenvolvimento sustentável”. Ou seja, na visão da responsável da Huawei, “o nosso grande desafio será chegar a um consenso honesto sobre se a tecnologia é, de facto, um motor para o progresso humano, e o segundo passará por tomar medidas resolutas e concretas para tornar a tecnologia realmente eficaz, de forma a criar valor para todos”.

E precisamente por considerar estes desafios como determinantes para que o mundo avance a todos os níveis mais sustentável, Catherine Chen não deixou de fazer um alerta ao mencionar que, no decorrer da história, “vimos como grandes mudanças sociais aconteceram em sincronia com os avanços na ciência e tecnologia”. No entanto, referiu, “os avanços tecnológicos são hoje em dia promovidos e politizados, às vezes demonizados, o que levou a que muitos deixassem de acreditar no poder da tecnologia por causa do medo e da desconfiança, acima de tudo porque alguns se esforçam por impedir o desenvolvimento tecnológico”.

Depois, outro desafio que a sociedade global tem de cumprir é o de avançar rapidamente com medidas resolutas para tornar a tecnologia realmente eficaz e criar valor para todos. Catherine Chen garante que a Huawei “sempre apoiou o avanço tecnológico”, essencialmente porque empresa acredita, em última análise, que “a tecnologia beneficia a humanidade”.