iLAND SilentScience de Regina Frank retrata catástrofes e problemas ambientais

iLAND SilentScience de Regina Frank retrata catástrofes e problemas ambientais

Categoria Advisor, Agenda

Uma escultura que representa um corpo de mulher envergando um imponente vestido composto por desenhos, pinturas e colagens de diversos materiais e que serve de tela para a visão de uma artista que quer chamar a atenção para uma crise ambiental iminente. iLAND SilentScience é uma obra da artista alemã Regina Frank, que estará em exibição de 11 a 22 de janeiro no Átrio do Pavilhão do Conhecimento. Na nota de agenda pode ler-se que a inauguração oficial terá lugar no próximo domingo, dia 12, às 16.00, e contará com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

Nascida em 1965, Regina Frank baptizou o seu trabalho, a partir de 2010, como “The HeArt is Present”, publicando vários livros e catálogos com este título. A sua obra, que combina texto, tecnologia e têxteis, tem sido apresentada desde o início dos anos 90 em livros de história, revistas de arte, jornais e nas revistas Vogue, Harpers, Parade e Cosmopolitan.

Em iLAND SilentScience a arte está ao serviço da Humanidade para agitar consciências e provocar mudanças de atitude. Através de QR Codes integrados na instalação, o público poderá recolher informação complementar sobre a temática da exposição, conhecer o trabalho de pesquisa da autora e procurar dicas para mudanças de comportamento no quotidiano. A par da instalação, a autora desenvolverá workshops destinados a crianças e adultos sobre algumas soluções nas áreas da alimentação, moda, habitação e transportes.

Regina Frank criou o projecto iLAND SilentScience inspirando-se nas suas instalações anteriores no MAAT, no Museu Nacional de História Natural e da Ciência de Lisboa e na Web Summit, para além das suas apresentações na China, Japão, EUA e outros países europeus. Durante a inauguração no Pavilhão do Conhecimento, a artista fará uma visita guiada partilhando com o público o processo de criação e o propósito da sua obra. Este momento terminará com um buffet de clássicos da cozinha tradicional portuguesa em versão vegan.

Esta instalação encontra-se na área de acesso livre do Pavilhão do Conhecimento.

Foto cedida pelo Pavilhão do Conhecimento