Indústria extrativa e transformadora assinala entrada no novo ano com a plantação de 2020 pinheiros

Indústria extrativa e transformadora assinala entrada no novo ano com a plantação de 2020 pinheiros

Categoria Ambiente, Florestas

A Assimagra – Recursos Minerais de Portugal, assinala a conclusão da reconversão ambiental do aterro da Associação Gestora de Inertes (Gestin), no Juncal, em Porto de Mós, região de importância vital para o setor da indústria extrativa e transformadora, com a plantação de 2020 pinheiros, um número correspondente ao ano que agora começa.

Dia 21 de janeiro, pelas 10h00, a associação marca no local do aterro o momento em que este território é devolvido à natureza ao dar formalmente o sinal de partida para início a plantação naquela que antes foi uma área degradada, entretanto totalmente recuperada e que renasce agora fruto de um processo colaborativo entre a Assimagra e as empresas transformadoras de rocha ornamental da região.

O aterro, que recebeu resíduos inertes (lamas e desperdícios de pedra) provenientes das empresas de rocha ornamental associadas, constitui-se agora como um exemplo de responsabilidade social e ambiental do setor.

Miguel Goulão, vice-presidente da Assimagra, refere a propósito desta iniciativa que “é um gesto que procura fazer a diferença em termos ambientais, que tem por intuito dar a perceber que a forma de estar da nossa Associação e dos empresários do setor das indústrias transformadoras é de compromisso em termos de responsabilidade social nos locais em que laboram, procurando deixar uma marca positiva através da recuperação de uma área degradada que ganha nova vida com a plantação de uma zona de floresta”.