Infraestruturas de Portugal conclui trabalhos de integração paisagística no Nó de Chantre

Infraestruturas de Portugal conclui trabalhos de integração paisagística no Nó de Chantre

Categoria Ambiente, Florestas

A Infraestruturas de Portugal (IP) anuncia em comunicado que no seguimento do compromisso assumido perante a Câmara Municipal da Maia, está a concluir os trabalhos de integração paisagística no Nó de Chantre – entre a EN13 e a EN14.

Os trabalhos de integração paisagística que estão a ser executados contemplam a “plantação de 182 árvores e 396 arbustos, e prevê-se que estejam concluídos no decorrer da próxima semana”, refere a mesma informação. O projeto, realizado internamente na IP, teve em consideração uma grande variedade de espécies, tendo em vista o enriquecimento da biodiversidade, a valorização da paisagem e acima de tudo, o conforto e segurança dos utilizadores da estrada.

Considerando estes objetivos, optou-se pela plantação de espécies autóctones que integram o elenco florístico do Carvalhal da Zona Temperada Húmida em que se encontra a área de intervenção (ex.: Aveleira, Azereiro, Azevinho, Bordo, Carvalho-alvarinho, Folhado, Medronheiro, Pilriteiro, Pinheiro-manso, Sobreiro e Teixo) e espécies ornamentais caraterísticas dos jardins da Região do Porto, apesar de algumas serem exóticas (ex.: Japoneira, Hidrângea, Liquidâmbar e Magnólia (folha caduca)).

De forma a poder criar um espaço harmonioso, conjugou-se a presença de espécies de folhagem permanente com outras de folha caduca, enquanto na perspetiva de obtenção de resultados visíveis com brevidade se recorreu a espécies de crescimento mais rápido (ex.: Choupo-de-Itália), admitindo porém algumas de crescimento lento, atendendo ao indicado acima e, ainda, que seja apenas como pontuação (ex.: Cedro-do-Atlas).

Ao longo da elaboração do projecto houve a preocupação de se recorrer a espécies adaptadas às condições de solo e clima da região e, por isso, capazes de vingarem mais facilmente. Também com esse objetivo se plantam exemplares de pequeno porte, utilizando-se os de maior porte na zona mais próxima das habitações.

A execução dos trabalhos de plantação foi também realizada por equipas da IP.

Face à pandemia provocada pela Covid-19, a Infraestruturas de Portugal informa também que foram implementados os Planos de Contingência de mitigação da situação epidemiológica definidos pela IP para as equipas que estão a executar os trabalhos.