InnoEnergy procura startups para combater alterações climáticas

InnoEnergy procura startups para combater alterações climáticas

Categoria Advisor, Empresas

InnoEnergy, a maior aceleradora de energia sustentável do mundo, lançou a sua primeira call global em busca de startups que atuem em toda a cadeia de valor da sustentabilidade. A call está aberta a startups de todo o mundo em áreas como a energia renovável, eficiência energética, aquecimento e mobilidade, entre outras, com o objetivo de resolver o desafio da descarbonização.

Elena Bou, diretora de Inovação da InnoEnergy afirma: “Estamos numa encruzilhada ambiental. Precisamos de agir hoje para garantir que atingimos os nossos objetivos globais de redução de carbono – e é por isso que estendemos esta call a um nível global. Delhi acabou de decretar estado de emergência por poluição do ar e nos EUA o número de veículos com motores poluentes nas estradas tem vindo a crescer mais de 270 mil. Estamos a chegar a um ponto crítico – precisamos de enfrentar as alterações climáticas juntos e, através do nosso ecossistema de mais de 460 parceiros, conseguimos fazê-lo.”

call para start-ups da InnoEnergy oferecerá aos empreendedores de todo o mundo a oportunidade de melhorar o seu negócio não só na Europa mas também nos seus países de origem. As vinte melhores inovações vão defrontar-se na final em Barcelona e o vencedor receberá 100 mil euros assim como apoio na comercialização do seu produto.

Existe uma grande procura por start-ups de Espanha e Portugal, onde o mercado tem bastantes oportunidades em áreas como armazenamento de baterias ou energia solar.

Elena Bou afirma ainda que: “A região ibérica é um ponto de atração de inovação – queremos chegar a estes génios empreendedores para acelerar a transição energética por todo o mundo. Estamos prontos para nos aliarmos a estes empreendedores e liderar juntos a mudança que se avizinha no nosso panorama energético.”

A InnoEnergy prevê que, em 2020, o aquecimento e a mobilidade serão a tendência na inovação. Os dois setores são dos mais difíceis na descarbonização, contribuindo para problemas crescentes como a qualidade do ar em países como EUA, Índia ou China.

Para mais informações e para candidaturas clique aqui. As candidaturas encerram no dia 19 de dezembro 2019.