Já são conhecidos os vencedores dos Prémios ODSlocal

Já são conhecidos os vencedores dos Prémios ODSlocal

Foram anunciados esta quarta-feira, dia 24 de novembro, em Lisboa, os vencedores dos Prémios ODSlocal organizados pela Plataforma ODSlocal. Esta iniciativa visa promover boas práticas de municípios e projetos de outras entidades que se destacam pelo seu contributo, ao nível local, para a concretização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela Agenda 2030 das Nações Unidas.

Nesta primeira edição da iniciativa foram atribuídos os Prémios ODSlocal, que incluem duas categorias:

  • Boas-Práticas para os ODS: visa dar visibilidade a municípios que executem os melhores conjuntos de boas práticas nos serviços da autarquia e boas práticas individuais com impacto relevante na concretização de metas de um ou mais ODS ao nível local.

Os vencedores na subcategoria Melhor Conjunto de Boas-Práticas foram os municípios de Coruche, Funchal e Torres Vedras. São ainda de assinalar os prémios atribuídos na subcategoria Boas Práticas Individuais ao município de Loulé, com a boa prática “Loulé Design Lab”, e ao município de Guimarães, que viu premiada a boa prática: “Guimarães 2030: Ecossistema de Governança”.

  • Projetos para os ODS: nesta segunda categoria premeiam-se projetos da sociedade civil mapeados no Portal ODSlocal com impacto relevante na concretização dos ODS à escala local, inspiradores e com elevado potencial de replicabilidade.

As iniciativas desta categoria foram distinguidas por 3 dimensões: Planeta, Pessoas e Prosperidade, e os Prémios contaram com o patrocínio da Sociedade Ponto Verde, da Missão Continente e da Fundação Luso, respetivamente. Os vencedores desta categoria foram a iniciativa Escola Natureza + (Pombal), A Cozinha da Avó (Mértola) e a Escola Oficina (Vila Nova de Gaia).

Foram ainda entregues os Selos ODSlocal, certificação que distingue os municípios signatários da versão avançada da Plataforma ODSlocal que evidenciem um elevado grau de compromisso com a sustentabilidade local, em duas categorias:

  • Na categoria Dinâmicas Municipais foram atribuídos 10 selos, aos municípios de Aljezur, Arcos de Valdevez, Cascais, Castelo de Vide, Coruche, Ferreira do Zêzere, Funchal, Loulé, Seia e Viana do Castelo. Os premiados distinguiram-se pela apresentação de dinâmicas positivas de evolução nos indicadores do Portal ODSlocal.
  • Na categoria Desempenhos Municipais houve 9 vencedores, tendo sido distinguidos os municípios de Arcos de Valdevez, Cascais, Castelo de Vide, Ferreira do Zêzere, Funchal, Seia, Torres Vedras, Viana do Castelo, e Vila Nova de Foz Côa, que revelaram desempenhos de topo nos indicadores do Portal ODSlocal e as melhores pontuações globais.

A cerimónia de entrega dos Prémios ODSlocal e dos Selos ODSocal decorreu a par da conferência dedicada ao tema “A Caminho de 20-30”, que contou com a intervenção do economista americano Jeffrey Sachs, professor da Universidade de Columbia em Nova Iorque, e de Alexandre Caldas, Diretor da Divisão de Big Data na ONU.

Este evento contou ainda com a participação de Karin Wall, diretora do ICS-Lisboa, Filipe Duarte Santos, oresidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (CNADS), João Ferrão, coordenador da Plataforma ODSlocal, Artur Santos Silva, BPI/Fundação “la Caixa”, Luísa Schmidt, Observa/ICS-ULisboa, Lia Vasconcelos, MARE-Nova e Guta Moura Guedes, presidente experimentadesign, além de responsáveis de Câmaras Municipais e de promotores dos projetos galardoados.