Mercado livre de electricidade volta a crescer até ao final de janeiro

Mercado livre de electricidade volta a crescer até ao final de janeiro

Categoria Ambiente, Energia

O mercado livre de eletricidade atingiu no final de janeiro 4,42 milhões de clientes, o que representa um crescimento de 18% face ao mês homólogo de 2015, a uma taxa média mensal de 1,4%.

De acordo com a síntese mensal da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), em janeiro, registou-se um crescimento líquido de cerca de 41 mil clientes face ao mês anterior, o que representa um acréscimo de 0,9%.
Já o consumo anualizado em mercado livre ascendeu a 39.687 Gigawatt-hora (GWh) em janeiro, menos 48 GWh do que em dezembro, enquanto o consumo mensal global do mês foi de 4.297 GWh, valor superior ao registado no mês anterior.
Em termos de segmentos, a quase totalidade dos grandes consumidores está no mercado livre, enquanto no segmento dos consumidores domésticos o consumo em mercado livre manteve-se nos 76% do total do segmento, que compara com cerca de 67% em janeiro de 2015.
Em janeiro, a EDP Comercial manteve a sua posição como o principal operador no mercado livre em número de clientes (85% do total de clientes) e em consumos (cerca de 44% dos fornecimentos no mercado liberalizado), tendo a sua quota sido reforçada em número de clientes e em consumos.
Os consumidores que estão a ser fornecidos por um comercializador de último recurso, isto é, que ainda estão no mercado regulado, dispõem de um período transitório até 31 de dezembro de 2017 para escolherem um novo fornecedor de eletricidade.
A ERSE recomenda aos consumidores que “tão atempadamente quanto possível” assegurem o fornecimento de energia elétrica por um comercializador em regime de mercado.