Nuvem tóxica obriga a fechar 170 escolas do concelho de Setúbal

Nuvem tóxica obriga a fechar 170 escolas do concelho de Setúbal

Categoria Ambiente, Resíduos

Dores de cabeça, vómitos, ardor nos olhos. Dezenas de pessoas, sobretudo crianças, começaram ontem a manifestar os sintomas da inalação do dióxido de enxofre que cobre a Península de Setúbal desde o incêndio na fábrica da Sapec, na Mitrena, aponta hoje o Correio da Manhã.

Os efeitos da nuvem tóxica levaram mesmo as autoridades a recuar. Terça-feira à noite, 14, a situação era dada como controlada, mas ontem saiu a ordem: todas as escolas do concelho vão estar fechadas durante o dia de hoje.

No total são cerca de 170 estabelecimentos de ensino (desde creches e infantários até escolas secundárias e institutos superiores) e milhares de famílias afetadas. Aliás, a medida só foi anunciada ao final da tarde de ontem, depois da Direção-Geral da Saúde ter aconselhado as populações a adotarem medidas de proteção.

Só hoje será decidido se o encerramento será levantado, após nova avaliação. As autoridades garantem que não houve uma afluência anormal aos hospitais mas temem que o dióxido de enxofre – que em contacto com a água se transforma em ácido sulfúrico – afete mais pessoas caso o vento não dissipe a nuvem tóxica que continua sobre Setúbal.

*Foto de Reuters