Operação Montanha Verde resultou na plantação de mais de 5500 árvores no concelho de Loulé

Operação Montanha Verde resultou na plantação de mais de 5500 árvores no concelho de Loulé

Categoria Ambiente, Florestas

O Município de Loulé voltou a associar-se ao Zoomarine e no âmbito da “Operação Montanha Verde”, nos dias 10 e 11 de novembro, foram “plantadas mais de 5500 árvores numa zona florestal da freguesia de Salir, incrementando a mancha verde do concelho”, refere uma nota enviada à imprensa.

Para além das parcerias já existentes em edições anteriores, este ano a Câmara de Loulé considerou importante “estabelecer uma outra com a Associação de Produtores Florestais da Serra do Caldeirão, de modo a que a ação deste ano ocorresse na zona de serra do concelho”. Assim, a aldeia da Cortelha foi o “palco desta plantação”, numa área de 6 hectares em terrenos que apesar de serem particulares, são espaços florestais, adequados para a tipologia de espécies plantadas: pinheiro-manso, sobreiro, carvalho-cerquinho, medronheiro, ciprestes lusitânico e ciprestes do buçaco.

Por outro lado, sendo esta uma área contígua à faixa de gestão de combustível, a plantação de ciprestes permitiu “criar uma cortina de contenção até porque esta é uma árvore pouco inflamável, que serve de barreira à propagação do fogo”, pode ler-se na mesma nota.

Envolvidos nesta ação estiveram mais de 775 voluntários (cerca de 300 voluntários no dia 10 e 475 voluntários no dia 11 de novembro), entre alunos das escolas de Loulé, famílias ou representantes de associações locais que contribuíram para promover a salvaguarda e defesa da floresta contra incêndios.

Como forma de anular o impacto negativo dos incêndios que, ao longo dos anos, têm fustigado o coração da Serra do Caldeirão, esta iniciativa irá contribuir igualmente para a criação de um novo e importante “núcleo de absorção de CO2 e produção de O2” no concelho de Loulé em benefício de todos, contribuindo para a mitigação dos efeitos nefastos das alterações climáticas.

Para assinalar o momento, os vereadores da Câmara de Loulé Carlos Carmo e Ana Machado, com os pelouros do Ambiente, Proteção Civil e Florestas e da Educação, respetivamente, e Marco Gago, do Zoomarine, descerraram uma placa alusiva à ação. Esta iniciativa contou com o envolvimento da Divisão de Ambiente, Divisão de Espaços Verdes, Transportes e Oficinas e do Serviço Municipal de Proteção Civil, Segurança e Florestas que facilitaram o bem-estar dos voluntários presentes, através da disponibilização de suficientes condições para a alimentação, segurança, higiene e transporte. Para além de Loulé, também Silves, Portimão, Monchique, São Brás de Alportel, Lagoa, Olhão e Tavira participaram nesta operação que permitiu plantar, no total, 42 mil árvores.

O Município de Loulé participou pela primeira vez na “Operação Montanha Verde” em 2017. Desde então já foram plantadas, no âmbito desta iniciativa, 16082 árvores (5000 em 2017, 5500 em 2018 e 5582 em 2019), permitindo, entre outras valências, a proteção da biodiversidade da flora e fauna local, a proteção dos solos contra a erosão e a estabilização e melhoria microclimática.

Esta ação está alinhada com a política de ambiente e ação climática do Município, assumida na sua Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas (EMAAC), neste caso concreto, através da opção de adaptação “Reforçar os espaços verdes e promover iniciativas de sustentabilidade ambiental relacionadas”, opção que concorre igualmente para as metas definidas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Foto cedida por: Município de Loulé