PepsiCo quer tonar-se “Zero Consumo de Água” até 2030

PepsiCo quer tonar-se “Zero Consumo de Água” até 2030

Categoria Advisor, Empresas

A PepsiCo já anunciou o objetivo de se tornar “Zero Consumo de Água” até 2030, com o propósito de fornecer mais água do que aquela que utiliza, posicionando-se entre os fabricantes de alimentos ou bebidas mais eficientes em termos de água, a operar em bacias hidrográficas de alto risco, pode ler-se num comunicado.

“O tempo está a esgotar-se para que o mundo actue sobre a questão da água. A água não é apenas uma componente crítica do nosso sistema alimentar, é um direito humano fundamental – e a falta de água limpa e potável em todo o mundo é uma das questões mais prementes que a nossa comunidade global enfrenta actualmente”, afirma Jim Andrew, diretor de sustentabilidade da PepsiCo.

Os novos e mais arrojados objetivos da PepsiCo pretendem levar as suas ações operacionais tangíveis em direcção à ambição “Zero Consumo de Água” de reduzir a utilização de água e de reabastecer a bacia hidrográfica local, em mais de 100% da água utilizada em propriedades da empresa e de terceiros, considerando zonas de alto risco hídrico, destaca o comunicado.

“A escassez de água está diretamente ligada à crise climática, e na PepsiCo acreditamos que é essencial fazer um esforço global para conseguirmos alcançar “zero consumo de água”. Estamos focados não só em garantir que as pessoas em todo o mundo tenham acesso a este recurso vital, mas também em assegurar que estamos a dar prioridade ao tema nas nossas operações, em todo o lado”, disse Jim Andrew.

De acordo com a PepsiCo, as eficiências de redução devem ser alcançadas através da “adoção dos melhores padrões de eficiência de utilização de água, ao nível mundial, abrangendo mais de mil instalações da empresa e de terceiros”, estando quase metade localizadas em bacias hidrográficas de alto risco. “Elevar o padrão de eficiência em propriedades da empresa em bacias hidrográficas de alto risco permitirá à PepsiCo evitar a utilização de mais de 11 mil milhões de litros de água por ano, uma redução de 50% na quantidade de água que a empresa utiliza nesses locais”, destaca a empresa. Além disso, a PepsiCo pretende também adoptar o padrão “Alliance for Water Stewardship Standard” em todas as áreas de alto risco hídrico onde opera, até 2025.

Atualmente, lê-se no mesmo comunicado, 42% do total da água consumida na fábrica do Carregado é reutilizada e a colheita da água da chuva é já utilizada para irrigação de jardins e limpeza de estradas. Desde 2006, a PepsiCo Portugal reduziu também o consumo de água por tonelada de produção de produto, em 56%.

A visão holística ” Zero Consumo de Água” da PepsiCo visa ainda garantir o acesso seguro à água, a 100 milhões de pessoas, até 2030. E para alcançar este objetivo, a Fundação PepsiCo está a lançar um novo programa de $1 milhão de dólares, em parceria com a ONG líder e parceira de longo prazo da empresa, WaterAid, para fazer chegar água potável às famílias na África Subsaariana – uma iniciativa já com 15 anos e mais de $53 milhões de dólares, que abrange mais de 20 países e já ajudou mais de 59 milhões de pessoas, desde 2006. O investimento na África Subsaariana representa uma expansão do trabalho internacional da Fundação PepsiCo com a WaterAid, com programas activos na Colômbia, Índia e Paquistão.