“Portugal é um exemplo ao nível energético europeu”, afirma comissária europeia

“Portugal é um exemplo ao nível energético europeu”, afirma comissária europeia

“Em termos de estratégia, ter uma visão clara é essencial. E o Pacto Ecológico Europeu é uma orientação para o nosso mandato e torna-se uma oportunidade de ouro para a recuperação pós-covid-19”, afirmou Kadri Simson, comissária europeia da Energia, na sessão de abertura da conferência “O Hidrogénio nas Nossas Sociedades — Estabelecer pontes” que está a decorrer esta quarta-feira, em formato online, a partir a partir do Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa.

Ao nível da implementação, Kadri Simson garantiu que a Comissão está a trabalhar no “pacote energético” com base nas “ambições climáticas” para “desenvolver propostas legislativas”. Contudo, a comissária chamou a atenção para necessidade de “estarmos todos alinhados ao nível climático”, não só nas “diferentes áreas da investigação e inovação” mas, também, na “possibilidade de estabelecer pontes para termos um ecossistema com base em infraestruturas” que permitam a “produção de hidrogénio e o seu armazenamento” e, ainda, “sistemas que permitam ao mercado ter o apoio necessário para promover o hidrogénio nos setores essenciais da descarbonização”. Nestas matérias, a comissária defende a necessidade de se “providenciar financiamento” para tais planos: “Temos de ter esta agenda de investimentos”, declara, destacando a importância de, também, se continuar a investir em “investigação e desenvolvimento”. Segundo Kadri Simson, “75% das nossas despesas serão efetuadas ao nível desta transição para energias mais verdes”.

A comissária europeia da Energia sublinhou também o facto da estratégia europeia se basear nas oportunidades de colaboração transfronteiriça: “Há espaço para a colaborar ao nível internacional não apenas com os Estados Unidos da América, mas, também, com o Japão, desenvolvendo um mercado global com normas, orientações e certificação comuns”.

Relativamente ao empenho de Portugal, Kadri Simson afirma que o país é um “exemplo ao nível energético europeu”, acreditando que continuará a ser no futuro: “Mais de metade da energia já é proveniente das renováveis. Tem um grande aproveitamento de energia solar, criou um plano com projetos ao nível hidrogénio e, ainda, fundos muito inovadores”. Além de que, “desenvolveu metas para 2030”, envolvendo um “grande nível de investimento: são pioneiros nesta área”, remata.

A conferência “O Hidrogénio nas Nossas Sociedades — Estabelecer pontes” realiza-se no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia (PPUE).

Cristiana Macedo