Preços da energia para uso doméstico descem 0,5 % na UE e 2,8 % em Portugal

Preços da energia para uso doméstico descem 0,5 % na UE e 2,8 % em Portugal

Na União Europeia, os preços da energia para uso doméstico desceram ligeiramente (-0,5 %), em média, entre o primeiro semestre de 2016 e o primeiro semestre de 2017, mantendo-se a 20,4 euros por 100 kWh, segundo dados do Eurostat. Na área do euro, estes preços registaram um ligeiro aumento (0,5 %) entre os dois períodos, custando 22 euros por 100 kWh no primeiro semestre de 2017. Em Portugal, os preços da energia para uso doméstico registaram, entre o primeiro semestre de 2016 e o primeiro semestre deste ano, uma descida de 2,8 %, custando neste último período 22,8 euros por 100 kWh.

A nível dos Estados Membros da UE, os preços da eletricidade para uso doméstico no primeiro semestre de 2017 oscilaram entre os 10€ por 100 kWh na Bulgária e mais de 30 € por 100 kWh na Dinamarca e Alemanha.

Os preços do gás para uso doméstico caíram 6,3% em média na UE, entre os primeiros semestre de 2016 e 2017, para os 5.8€ por 100 kWh. Entre os Estados Membros, os preços do gás para uso doméstico no primeiro semestre deste ano variaram entre menos de 3.5€ por 100 kWh na Roménia e Bulgária para ligeiramente acima de 8€ por 100 kWh na Dinamarca e 12€ por 100 kWh na Suécia.

Os impostos e taxas na UE representaram, em média, mais de um terço (37%) do preço da eletricidade para uso doméstico no primeiro semestre de 2017, e cerca de um quarto (26%) do preço do gás.

Aumentos mais altos no Chipre, Grécia e Bélgica
Entre os Estados Membros, o maior crescimento dos preços de eletricidade para uso doméstico entre a primeira metade de 2016 e a primeira metade de 2017 registou-se no Chipre (+22%), seguindo-se a Grécia (+12,8%), Bélgica (+10%), Polónia (+6,9%), Suécia (+5,5%) e Espanha (+5,1%). Do outro lado, as descidas mais notáveis observaram-se na Itália (-11,2%), Croácia (-10,2%) e Lituânia (-9,3%), bem à frente do Luxemburgo (-4,9%), Áustria (-4,1%), Roménia (-4%) e Holanda (-3,6%).

Os preços médios da eletricidade para uso doméstico no primeiro semestre deste ano estiveram mais baixos na Bulgária (9,6€ por 100 kWh), Lituânia (11,2€) e Hungria (11,3€) e mais elevado na Dinamarca e Alemanha (ambos com 30,5€), seguindos da Bélgica (28€). O preço médio da eletricidade na UE foi de 20,4€ por 100 kWh.

Quando expressos em poder de compra padrão (PCP), uma divisa de referência comum artificial que elimina as diferenças dos níveis de preço gerais entre países, pode verificar-se, segundo o Eurostat, que relativamente ao custo de outros bens e serviços, os preços da eletricidade para uso doméstico mais baixos registaram-se na Finlândia (12,8 PCP por 100 kWh), Luxemburgo (13,5) e Holanda (14,2), e os mais elevados na Alemanha (28,7), Portugal (28,6), Polónia (25,9), Bélgica (25.6) e Espanha (25,4).

Taxas e impostos na Dinamarca, Alemanha e Portugal
A percentagem de taxas e impostos nos preços totais de eletricidade para uso doméstico variou significativamente entre os Estados Membros, oscilando entre dois terços na Dinamarca (67% do preço da eletricidade para uso doméstico é formado por taxas e impostos) e mais de metade na Alemanha (54%) e Portugal (52%), e os 5% em Malta nos primeiros seis meses de 2017. Em média, os impostos e taxas na UE representaram mais de um terço (37%) dos preços de eletricidade para uso doméstico.

Maiores quedas dos preços do gás na Croácia e Portugal
Entre a primeira metade de 2016 e a primeira metade de 2017, os preços do gás para uso doméstico diminuiu numa grande maioria de Estados Membros. As maiores descidas registaram-se na Croácia (-17,5%), Portugal (-15,3%), Lituânia (-11,6%), Letónia (-10,8%) e Bulgária (-10,3%). Do lado oposto, a maior subida observou-se na Estónia (+21,1%), seguida da Dinamarca (+12,7%) e Suécia (+10,8).

Em euros, os preços médios do gás para uso doméstico no primeiro semestre de 2017 foram mais baixos na Roménia (3,2€ por 100 kWh), Bulgária (3,3€), Hungria (3,5€), Lituânia (3,7€) e Letónia (3,8€), e mais elevados na Suécia (12,1€), Dinamarca (8,1€), Portugal [7,7€) e Holanda (7,6€). O preço médio do gás na UE foi de 5,8€ por 100 kWh.

Ajustado ao poder de compra, pode verificar-se que o preço do gás para uso doméstico mais baixo registou-se no Luxemburgo (3,5 PCP por 100 kWh), à frente do Reino Unido (4,3) e Bélgica (4,7). Pelo contrário, os mais elevados registaram-se em Portugal (9,7), Suécia (9,5) e República Checa (8,4).