Primeiros 10 meses de 2016 foram os mais quentes dos tempos modernos

Primeiros 10 meses de 2016 foram os mais quentes dos tempos modernos

Os primeiros 10 meses do ano foram os mais quentes dos tempos modernos, enquanto outubro foi o terceiro mais quente desde 1880, disseram quinta-feira cientistas do Governo dos Estados Unidos. “A temperatural global do ano (janeiro-outubro) permaneceu a mais alta no registo”, refere o relatório mensal da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), citado pela Lusa.

Os especialistas referem que 2016 deverá ser o ano mais quente desde que há registos devido à queima contínua de combustíveis fósseis, que contribui para o aquecimento global, exacerbado pela tendência de aquecimento do oceano pelo El Nino, que terminou em julho. “Desde janeiro e até agora, temos um recorde de aquecimento para 2016”, disse Jessica Blunden, cientista da NOAA.

Segundo a cientista, é provável que 2016 passe 2015 como o mais quente desde que há registos, salientando que as temperaturas podem diminuir nos próximos meses devido ao fenómeno climático El Nina. “Os anos de 2016, 2015 e 2014 vão ser os anos mais quentes desde que há registos (1880)”, referiu.