Proteção Civil de Loulé promove reuniões operacionais durante o período crítico de incêndios

Proteção Civil de Loulé promove reuniões operacionais durante o período crítico de incêndios

Categoria Ambiente, Florestas

O Município de Loulé, através do seu Serviço de Proteção Civil, Segurança e Florestas irá levar a cabo um conjunto de reuniões operacionais durante os meses de julho, agosto e setembro, ou seja, durante o período critico estabelecido para os incêndios florestais, à imagem do que foi promovido em período homólogo em 2017, o que se revelou uma excelente prática.

Estas reuniões são, fundamentalmente, de carácter operacional e têm como principal objetivo a interligação permanente e a partilha de informação e monotorização entre as entidades e serviços, que a nível municipal constituem ou colaboram no dispositivo para a Defesa da Floresta Contra Incêndios, estando prevista a realização de sete reuniões no período entre 1 de julho a 30 de setembro.

Além do executivo municipal e do Serviço Municipal de Proteção Civil, estão presentes neste fórum quinzenal a Guarda Nacional Republicana, Bombeiros, Equipa Municipal de Intervenção Florestal, Associação de Produtores Florestais da Serra do Caldeirão, Exército Português, representante das Associações e Clubes de Caça do Concelho, Juntas de Freguesia e Unidades Orgânicas da Câmara Municipal com intervenção nesta matéria.

Recorde-se que de acordo com o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, no Algarve é o município de Loulé que tem o maior número (141) de aldeias e aglomerados integrados nas 4 freguesias — Alte (33), Ameixial (16), Salir (54) e União de Freguesias (38) — consideradas com o primeiro grau de prioridade no âmbito Defesa da Floresta Contra Incêndios.