“Proteger a floresta é proteger a nossa herança”

“Proteger a floresta é proteger a nossa herança”

A Comissão Europeia vai apoiar com mil milhões de euros o The Global Forest Pledge. Desta contribuição, 250 milhões de euros serão destinados para  para a bacia do Congo (Congo Basin Pledge). O anúncio foi dado, esta terça-feira, 2 de novembro, por Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, num debate sobre desflorestação promovido na Cimeira de Líderes Mundiais da Conferência das Nações Unidas sobre o Clima (COP26).

“Proteger as florestas de forma sustentável, com uma gestão sustentável, e cuidar da terra é uma prioridade partilhada, não apenas porque estes ecossistemas são essenciais para a estabilidade do clima, mas também porque continuam a garantir formas de assegurar a vida para centenas de milhões de pessoas pelo mundo”, disse a responsável, reforçando que “proteger a floresta é proteger a nossa herança”.

Sobre a parceria com os países produtores para reduzir a pressão sobre as florestas, von der Leyen assegura que os investimentos são direcionados para dar suporte a um uso da terra mais sustentável: “Fazemos da proteção das florestas como parte integral das nossas relações com os nosso parceiros comerciais”. Exemplo disso é a “Aliança Verde com o Japão”, ou o “diálogo sobre ambiente e clima com a China”, diz, reforçando a importância de se “reduzir a pegada de consumo na terra, nas florestas e em todo o mundo”. Aliás, precisa a presidente da Comissão Europeia, “os consumidores estão a mostrar isto de forma mais clara ao não comprar produtos que provocam desflorestação ou degradação de florestas”. Por isso, “em breve, iremos propor regulamentação para travar a desflorestação global impulsionada pela União Europeia”, anunciou, sublinhando que “todos os produtos e bens colocados no mercado não podem levar à desflorestação”. Tal será feito em “conjunto e em parcerias estreitas” com os países produtores: “Trabalhar em parceria é essencial”, declara.

Para além do apoio de mil milhões de euros para combater a desflorestação global, von der Leyen partilhou o grande contentamento ao em assinar a declaração da União Europeia numa posição conjunta de um “road map” de ação nas florestas, agricultura e negócios de mercadorias: “A Europa está satisfeita por fazer parte deste movimento para proteger o nosso clima, a herança e as florestas”, remata.

Mais de 120 líderes e decisores políticos juntam-se até ao dia 12 de novembro (sexta-feira) na COP26, em Glasgow, para para atualizar os contributos dos países para a redução das emissões de gases com efeito de estufa até 2030.

Cristiana Macedo