PS, PSD e CDS comprometem-se a priorizar agricultura no próximo mandato

PS, PSD e CDS comprometem-se a priorizar agricultura no próximo mandato

Ouvidos os partidos políticos sobre as medidas que constam nos seus programas eleitorais para o setor agrícola, a CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal congratula-se pelo facto dos representantes do PS, PSD e CDS terem, no âmbito do debate “A Agricultura e as Legislativas de 2019”, que decorreu esta quinta-feira, demonstrado o seu empenho em contribuir para o crescimento eficiente e sustentável da Agricultura portuguesa, respondendo aos anseios dos agricultores relativamente a temas como a necessidade de mais financiamento, a negociação da nova Política Agrícola Comum pós-2020 e a importância de uma gestão da água mais eficaz para mitigar os impactos das alterações climáticas e da progressiva desertificação do território.

“O compromisso hoje aqui manifestado por estas forças políticas em responderem a algumas das questões mais prementes deste setor, num contexto em que é necessário garantir condições de investimento que promovam o crescimento da Agricultura nacional, é muito importante para os agricultores”, afirma o presidente da CAP, Eduardo Oliveira e Sousa.

Na sua intervenção na sessão de abertura, Eduardo Oliveira e Sousa sublinhou que “a Agricultura tem um peso e uma importância real que não é traduzida nem assumida no discurso político. Assistimos, perplexos, vezes demais, a discussões sem sentido ou sem expressão, quando no mundo rural temos uma agenda intensa para implementar e muito valor a ser gerado, diariamente, do Minho ao Algarve e nas Ilhas. A Agricultura é a atividade mais presente e mais transversal no nosso território e, sem razão aparente, não tem o destaque e a visibilidade que seria esperada. Acredito que se os partidos políticos se focassem mais na Agricultura, esta realidade seria invertida”.

Luís Vieira, atual secretário de Estado da Agricultura e da Alimentação e em representação do PS, e os deputados António Lima Costa e Patrícia Fonseca, do PSD e CDS, respetivamente, apresentaram esta tarde, a convite da CAP, a visão de cada partido para o sector agrícola para o próximo ciclo governativo – num modelo de pergunta e resposta, com uma intervenção final de cada um dos participantes.