Schindler antecipa impactos da robótica na mobilidade urbana

Schindler antecipa impactos da robótica na mobilidade urbana

Categoria Advisor, Empresas

Num futuro marcado pela maioria da população a viver em ambientes urbanos, as oportunidades e os desafios lançados pelo desenvolvimento das cidades apresentam-se como prioritários. Para a Schindler, especialista global em soluções de mobilidade, este é um campo de investigação fértil, no qual a inovação robótica já está a produzir impactos.

Automação e robótica já não dizem respeito a uma visão futurista da mobilidade urbana. Quem o afirma é a Schindler, um dos principais fornecedores mundiais de elevadores, escadas e tapetes rolantes, serviços de manutenção e modernização, que através de iniciativas de pesquisa e desenvolvimento está a antecipar e a responder às tendências que colocam seres humanos e robots a partilhar as cidades.

Se até aqui a terceirização de algumas tarefas para robots resultou numa melhor qualidade de vida para as pessoas (nomeadamente nas tarefas mais repetitivas e fisicamente exigentes), no futuro, esferas como as do trabalho e da convivência social também serão influenciadas pela aplicação da robótica e de sistemas autónomos à vida quotidiana.

Para a Schindler, robots preparados para intervir ao nível do design, construção e manutenção de serviços farão surgir as realidades da co-mobilidade e da robótica social, onde protótipos darão suporte à instalação de elevadores, transportarão indivíduos horizontalmente ou no interior dos ascensores, como assistentes do serviço.

A exploração das relações com as novas tecnologias digitais e as implicações sociais dos robôs nas cidades inteligentes do amanhã têm feito parte das pesquisas mais recentes da Schindler e representam um ângulo inovador às questões de segurança, conforto, eficiência e fiabilidade.

Sistemas como o R.I.S.E, um robot autónomo para instalação de elevadores, já permitem à Schindler assegurar maior precisão e qualidade nas instalações, através da troca automática de dados com modelos digitais de edifícios. Neste caso, o robot substitui a pessoa no poço do elevador para medir e perfurar com precisão, bem como definir parafusos de ancoragem e instalar trilhos de guia para elevadores.