Setor mundial do vinho reunido no Porto para combater impacto das alterações climáticas

Setor mundial do vinho reunido no Porto para combater impacto das alterações climáticas

Categoria Advisor, Agenda

A segunda edição da Climate Change Leadership decorre entre os dias 5 e 7 de março e vai trazer ao Porto produtores, climatologistas e investigadores mundiais ligados ao setor do vinho, cujo trabalho é pioneiro no campo da economia sustentável. Lê-se numa nota enviada à imprensa que “serão mais de 30 países e regiões demarcadas representadas na Alfândega do Porto durante os três dias”.

Como monitorizar os desperdícios de água, minimizar as emissões de CO2, aumentar a produtividade dos terrenos e da vinha reduzindo custos e a pegada ecológica, são algumas das questões que estarão em debate nos dias 6 e 7 de março, na Alfândega do Porto. Especialistas de todo o mundo reúnem-se para partilhar experiências e debater soluções sobre como prevenir e colmatar os efeitos das alterações climáticas.

É o caso de André Roux, diretor de Sustentabilidade no Departamento de Agricultura da região de Western Cape e mentor do programa FruitLook, uma tecnologia sustentada por satélite que trabalhada segundo um complexo sistema algorítmico, permitiu poupar entre 10% a 30% de água usada em monoculturas sul-africanas, onde o vinho é o principal beneficiário.

Também Miguel Torres, presidente da Bodegas Torres, estará presente na Alfândega do Porto para falar do plano audaz Torres&Earth. Entre 2008 e 2017, este plano permitiu reduzir as emissões de CO2 por garrafa em 25,4%, havendo já o objetivo de chegar aos 30% em 2020. Esta e outras metas de compromisso ambiental e de excecionalidade na produção dos seus vinhos contribuíram para que, pelo segundo ano consecutivo, a Bodegas Torres fosse considerada a Marca de Vinhos Mais Admirada do Mundo pela reputada publicação Drinks International, um feito único na Europa.

No feminino destacam-se as vozes de Margareth Henriquez e de Cristina Mariani-May, duas proeminentes personalidades do panorama vitivinícola internacional. Henriquez acumula uma experiência de mais de 40 anos no mercado, 29 dos quais como presidente ou CEO de multinacionais das áreas de Food&Drinks. É, desde 2009, a CEO da prestigiada The House of Krug e, desde 2017, Presidente da Moët Hennessy Estate & Wines.

Já a italiana Cristina Mariani-May é CEO da importadora americana Banfi Vitners e proprietária da empresa Castello Banfi, da região de Montalcino, na Toscânia, a primeira empresa vinícola do mundo a receber o reconhecimento internacional pela sua conduta excecional de responsabilidade ambiental, ética e social.

Destaque ainda para as presenças de nomes como o chileno Gerard Casaubon, Diretor do Centro de Pesquisa e Inovação da produtora vinícola Concha Y Toro, a única empresa de vinhos do mundo que figura no Dow Jones Sustainality Index; o espanhol Carlos Cósin, CEO da Almar Water Solutions; a americana Katie Jackson, Vice-Presidente de sustentabilidade e assuntos externos da Jackson Family Wines, uma das maiores empresas de vinhos dos Estados Unidos reconhecida pela foco em práticas de viticultura sustentáveis e gestão responsável de recursos naturais; a inglesa Linda Johnson-Bell, fundadora do The Wine and Climate Change Institute de Oxford; o chileno Alejandro Fuentes Espinoza, Diretor de Viticultura da OIV – Organização Internacional da Vinha e do Vinho; os portugueses António Amorim, Presidente e CEO da Corticeira Amorim e António Graça, Diretor do Departamento de Investigação & Desenvolvimento da Sogrape.

A Climate Change Leadership culminará na segunda edição da Summit, na tarde de dia 7 de março, quinta-feira, onde se destaca a intervenção de Al Gore. O prémio Nobel da Paz em 2007 e ex-vice presidente dos EUA vai partilhar a sua experiência enquanto pioneiro do The Climate Reality Project, uma organização sem fins lucrativos orientada para a educação ambiental, e abordar os objetivos ambiciosos do The Porto Protocol, assinada por mais de 100 membros, como por exemplo a Marks&Spencer, a The Family Coppola Wines, a Symington Family Estates, a Toyota, a BA vidros, a Taylor’s, a Bial entre outros.

Para mais informações sobre a Climate Change Leadership, consultar aqui.