Setúbal quer criar santuário de plantas das mais belas baías do mundo

Setúbal quer criar santuário de plantas das mais belas baías do mundo

Vai chamar-se Jardim das Baías, terá assento em Setúbal e será único no mundo, de acordo com o Diário de Notícias. É um espaço verde que vai ocupar cerca de dois hectares na Azeda – o que equivale a dois campos de futebol – reunindo a flora dos 43 representantes dos cinco continentes que pertencem ao Clube das Mais Bela Baías do Mundo (CMBBM).

“Pensámos em fazer um jardim mais pequeno, porque admitimos que nem todos os parceiros aderissem. Afinal, todos querem ter cá as suas plantas, o que nos deixou surpreendidos e felizes, porque vai projetar-nos mundialmente”, admitiu ao DN a presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira.

A Portugal vão chegar plantas colhidas desde a baía de Kotor, em Montenegro, ao golfo do Morbihan no sul da região francesa da Bretanha, passando por Nha Trang, no sul do Vietname, Cartagena, na Colômbia, ou pelo Mindelo, na ilha de São Vicente, em Cabo Verde, e Tadoussac, no Quebec (Canadá), são alguns dos exemplos.

“Ainda vamos ter de pensar como é que isto tudo de vai fazer, como é que algumas plantas se poderão adaptar, pelo que está tudo em aberto”, diz a autarca sadina, que este ano passou a presidir ao CMBBM para um mandato de três anos, depois de Setúbal ter entrado para este restrito clube criado em 2002.

“É uma ferramenta de troca de experiências para proteger, conservar e desenvolver as baías de forma sustentada”, explicou a presidente da câmara de Setúbal.