Sociedade Ponto Verde renova certificações da SGS

Sociedade Ponto Verde renova certificações da SGS

Categoria Advisor, Empresas

A Sociedade Ponto Verde viu agora renovada, pela SGS Portugal, a certificação do seu sistema de gestão integrado com o âmbito “Gestão Administrativa do Sistema Integrado de Gestão de Embalagens e Resíduos de Embalagens”, pelos referenciais ISO em matéria de ambiente e de qualidade.

Segundo Luís Veiga Martins, Diretor-Geral da Sociedade Ponto Verde: “A Sociedade Ponto Verde é a primeira entidade gestora a transitar para os referenciais de 2015 da ISO 9001 e da ISO 14001. Estas normas permitem um período de transição de até 3 anos mas resolvemos antecipar o processo, pois consideramos que estes referenciais são fundamentais para a nossa estratégia de atuação e para a nossa aposta numa melhoria contínua. Esta renovação espelha a confiança que os nossos clientes podem ter nos serviços da Sociedade Ponto Verde”.

As normas ISO 9001 e ISO 14001 são referenciais internacionais de gestão da qualidade e gestão ambiental, respetivamente, aplicáveis a todas as organizações independentemente da dimensão ou setor de atividade. Estes referenciais permitem às organizações comprovar o seu compromisso com a qualidade e satisfação das partes interessadas e com a proteção ambiental. Neste sentido, as práticas dos sistemas de gestão são atualizadas, assegurando o cumprimento da legislação e a melhoria contínua.

Nas suas versões de 2015, estas normas introduzem novos conceitos como a análise de contexto, o relacionamento com as partes interessadas, o pensamento baseado no risco e a perspetiva de ciclo de vida na área ambiental.

Elisabete Martins, auditora coordenadora da SGS, afirma: “Todo o processo de escutar as necessidades de várias partes interessadas da sociedade, desde consumidores a produtores de embalagens até a operadores e recicladores, entre outros, é um desafio que já fazia parte das preocupações da SPV. Contudo, torna-se agora uma parte integrante do seu sistema de gestão, sendo uma mais-valia para uma organização como a SPV.”