Tetra Pak e Compal premeiam escolas portuguesas no âmbito da iniciativa “Sim, no Dia da Mãe o Coração é Amarelo”

Tetra Pak e Compal premeiam escolas portuguesas no âmbito da iniciativa “Sim, no Dia da Mãe o Coração é Amarelo”

A Tetra Pak e a Compal, em parceria com o Programa Eco-Escolas da Associação Bandeira Azul da Europa, anunciam os resultados do passatempo “Sim, no Dia da Mãe o Coração é Amarelo”, uma iniciativa dirigida à rede nacional de Eco-Escolas, com o propósito de reforçar a importância da deposição seletiva das embalagens de cartão da Tetra Pak e da Compal no ecoponto amarelo. Em comunicado, a Tetra Pak revela que foram premiadas seis escolas de todo o país e atribuídas seis menções honrosas.

O passatempo “Sim, no Dia da Mãe o Coração é Amarelo” foi lançado em março de 2020 e desafiou as escolas portuguesas da rede nacional de Eco-Escolas a criarem um coração a partir de embalagens de cartão da Tetra Pak para a marca Compal, tendo como mote o “Dia da Mãe”. A atividade contou com a participação de mais de 10 mil alunos de escolas de todo o país, tendo sido submetidos no total cerca de 300 trabalhos. As seis escolas premiadas receberão o montante individual de 500,00€, valor que deverá ser investido em materiais que contribuam para a sustentabilidade das escolas.

Os premiados do passatempo distribuem-se em dois escalões: o primeiro destinado a jardins de infância e escolas do 1.º ciclo do ensino básico, e o segundo a escolas de outros níveis de ensino até ao 3.º ciclo. As escolas premiadas foram:

  • 1.º Escalão – Jardim de Infância do Cacém Nº1 (Sintra);
  • 1.º Escalão – Escola Básica de Ervidel (Aljustrel);
  • 1.º Escalão – Centro Escolar de Solum Sul (Coimbra).
  • 2.º Escalão – Escola EB 2,3 de Real (Braga);
  • 2.º Escalão – Escola Sec. de Vendas Novas (Vendas Novas);
  • 2.º Escalão – Escola EB 2,3 João Afonso de Aveiro (Aveiro).

Foi ainda decidida a atribuição de seis menções honrosas às seguintes escolas: do 1.º escalão, Escola EB1/PE Dr. Clemente Tavares (Santa Cruz), O Refúgio dos Fidalguinhos (Barreiro), Jardim de Infância do Centro Social e Paroquial de Santa Cecília (Câmara de Lobos) e Escola EB1/PE/Creche do Caniçal (Machico); do 2.º escalão, à Escola Secundária de Arouca (Arouca) e à Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve (Faro).

A atividade teve como objetivo alertar para a importância da gestão sustentável das florestas que contribuem com os recursos necessários para a produção de embalagens (embalagens FSC®) e ainda para a necessidade de triagem e deposição nos ecopontos dos materiais que desta forma podem ser encaminhados para reciclagem.

De acordo com Ingrid Falcão, responsável pela área de sustentabilidade da Tetra Pak Ibéria, “todas as expectativas que tínhamos em relação a esta atividade foram largamente superadas. Para além de uma taxa de adesão ao passatempo impressionante, a originalidade e o primor dos trabalhos submetidos revelaram um empenho notável por parte dos participantes. De embalagens a corações, a reutilização dada a estes materiais sustenta a forma lúdica, cativante e imaginativa com que é possível promover práticas sustentáveis junto das camadas mais jovens, um princípio que é fundamental para a mudança de comportamentos na sociedade e a formação de cidadãos mais conscientes relativamente ao impacte ambiental da sua pegada ecológica”.

Para Ana Rita Martins, Marketing Manager da Compal, promover a reciclagem e a reutilização de recursos desde tenra idade e de forma pedagógica é a base deste projeto, que em tudo se coaduna com os valores da Compal. Foi com grande satisfação e um sentimento de missão cumprida que vimos as nossas embalagens ganharem uma nova vida e propósito com tanta criatividade. Importa manter presente que a educação ambiental destas gerações é um ponto essencial de um dever que todos nós partilhamos: a salvaguarda do nosso planeta. Todas as escolas estão de parabéns!”.

Segundo Margarida Gomes, coordenadora nacional do Programa Eco-Escolas, “a promoção deste desafio no seio da rede Eco-Escolas já com mais de 10 edições constitui-se como uma forma de motivar as escolas para trabalhar não só a questão dos resíduos , nomeadamente nas vertentes de reutilização e reciclagem, como também as alerta, por trabalharem com embalagens FSC®, para a importância da pegada ecológica inerente a tudo o que consumimos, e consequentemente, sobre a necessidade de optarmos por produtos mais sustentáveis, educando para um consumo consciente e responsável. Por outro lado, esta parceria tem permitido ao longo dos anos, através da atribuição dos prémios, equipar as Eco-Escolas premiadas. Este ano, em que a motivação foi produzir um coração para o dia da mãe, congratulamo-nos e congratulamos principalmente as escolas e as famílias, por apesar dos condicionalismos inerentes ao confinamento, terem conseguido apresentar excelentes resultados não só em quantidade como também em qualidade.”