Um grama de veneno de uma rã do Brasil é capaz de matar 80 pessoas

Um grama de veneno de uma rã do Brasil é capaz de matar 80 pessoas

Em São Paulo, no Brasil, foram identificadas duas espécies de anfíbios capazes de injectar veneno nos seus predadores ou em quem amigavelmente lhes pouse a mão, noticia o jornal Público. Só uma grama de veneno da espécie Aparasphenodon brunoi é capaz de matar mais de 300.000 ratinhos e cerca de 80 seres humanos. “É improvável que uma rã desta espécie produza uma tão grande quantidade de toxinas e que apenas porções muito pequenas sejam injectadas pelos espinhos”, diz Edmund Brodie  da Universidade Estadual do Utah, nos EUA, que participou no estudo, cujos resultados foram publicados ontem na revista Current Biology.

 

Sabia-se já que algumas rãs têm capacidade de produzir veneno através de glândulas presentes na sua pele, mas isso não as tornava venenosas. “Nenhum de nós esperava descobrir uma rã verdadeiramente venenosa e foi extraordinário encontrar rãs com secções cutâneas mais venenosas do que as víboras mais mortais do género Bothrops”, frisa em comunicado Edmund Brodie, da Universidade Estadual do Utah, nos EUA, que participou no estudo.

 

A equipa que fez a descoberta reuniu investigadores brasileiros, da Universidade de São Paulo e do Instituto Butantan e Edmund Brodie. Ainda a caracterizar melhor o veneno e as glândulas da pele, os cientistas consideram a descoberta importante para perceber a biologia dos anfibios e as suas interacções com os predadores.