Águas de Barcelos analisa “importância da água da rede pública na promoção da saúde”

Águas de Barcelos analisa “importância da água da rede pública na promoção da saúde”

Categoria Águas, Ambiente

A Águas de Barcelos promoveu mais uma sessão de esclarecimento sobre “a importância da Água da Rede Pública na Promoção da Saúde”. O momento decorreu na semana passada, na Sede da UF de Alvito (S. Pedro e S. Martinho) e Couto, em Barcelos, e contou com a intervenção de um profissional do Departamento de Saúde Pública da Administração  Regional de Saúde do Norte.

A par da sessão, foram analisadas captações de águas particulares na referida União de Freguesias. Os resultados mostram que 80% das 10 captações de água particulares analisadas nos parâmetros e-coli e coliformes totais, acusaram a presença de bactérias coliformes, que não devem existir em água destinada ao uso doméstico (consumo humano), constituindo assim um risco para a saúde pública.

Durante a sessão foi ainda realizado um breve inquérito. O objetivo da Águas de Barcelos foi conhecer a opinião dos habitantes da referida freguesia relativamente à água para consumo humano.

Perto de 40 freguesias abrangidas

A Águas de Barcelos tem vindo a promover sessões de esclarecimento acerca da “a importância da Água da Rede Pública na Promoção da Saúde” junto das freguesias de Barcelos. Atualmente, a iniciativa já esteve presente em 36 freguesias do município, que corresponde a cerca de 40% do total de freguesias.

A iniciativa integra um conjunto de sessões de sensibilização levadas a cabo pela Águas de Barcelos em coordenação com as juntas de freguesias do concelho. Estas sessões visam sensibilizar a população sobre a importância da água da rede pública na promoção da saúde, em detrimento do uso dos poços não controlados, uma vez que o sistema público é a via adequada de abastecimento à população na medida em que a água é tratada e controlada em cerca de 70 parâmetros de qualidade distintos, através da verificação de indicadores microbiológicos, características organoléticas, composição físico-química e substâncias indesejáveis como por exemplo nitratos, metais pesados e pesticidas.

Imagem cedida pela Águas de Barcelos