“Amigo, não sejas fóssil.” E que tal um carro elétrico?

“Amigo, não sejas fóssil.” E que tal um carro elétrico?

Categoria Ambiente, Energia

Arrancou mais uma Semana Europeia da Mobilidade. Na passada sexta-feira, dia 16 de setembro, nos Restauradores, em Lisboa, o primeiro dia foi dedicado aos veículos elétricos e muitas dúvidas foram respondidas na mostra “Em Lisboa de veículo eléctrico”.

“A autonomia dos veículos é a principal preocupação”, garante o comercial da Renault, Diogo Moura ao Jornal de Negócios, quando se voltam a escutar curiosos sobre a durabilidade nas viagens mais longas. Duzentos quilómetros é, em média, a autonomia deste tipo de veículos. Alguns já prometem os 300 quilómetros.

Para além de carros, havia também motas e bicicletas. “É  a primeira vez que experimento uma bicicleta elétrica”, admite Teresa Ponce Leão, a nova presidente da Associação Portuguesa de Veículos Eléctricos (APVE). Ao fim do primeiro teste admite: “é a solução.” Sobretudo numa cidade como Lisboa que tanto sobe como desce.

Esta semana também demonstrou que as grandes marcas são hoje aliadas desta nova tendência. BMW, Renault, Peugeot, Nissan, Toyota ou Volkswagen, todas presentes com novas opções mais sustentáveis.

Mas mais do que uma amostra, este evento é também um oportunidade para as associações mais ambientalistas. A Associação de Utilizadores de Veículos Eléctricos (UVE) estava presente e o objetivo era claro: educar. Henrique Sanchéz, presidente da UVE dava conselhos aos curiosos: “Primeiro experimente, depois comente.” E resumindo a tarde, a verdade é que há cada vez mais interessados, e energia “verde” para contagiar.