Brasil aumentou em mais de 94 milhões os hectares de áreas ambientais protegidas

Brasil aumentou em mais de 94 milhões os hectares de áreas ambientais protegidas

Categoria Ambiente, Florestas

O Governo brasileiro aumentou em mais de 94 milhões de hectares as áreas ambientais protegidas, desde maio de 2016 a junho de 2018, tendo alcançado 335 espaços de conservação federais. A Amazónia, o Cerrado, a Caatinga, a Mata Atlântica e o Bioma Marinho Costeiro foram as cinco áreas territoriais brasileiras que viram a sua área protegida aumentar, totalizando mais de 167 milhões de hectares.

Foram ainda ampliadas, em mais de 200 mil hectares, três unidades de conservação, como o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, no Cerrado, que é a segunda maior formação vegetal brasileira. O Governo brasileiro criou ainda quatro unidades de conservação e de uso sustentável, com o objetivo de proteger a cultura dos moradores e assegurar o uso sustentável dos recursos naturais.

Destinados às comunidades, foram criados vários cursos de capacitação em produção e processamento de produtos naturais, contribuindo para a geração de recursos financeiros a favor da população que vive nas regiões tuteladas.

As áreas marinhas protegidas também aumentaram de 1,5% para 26,3%, no mesmo período, com a criação de quatro unidades de conservação no território marítimo brasileiro.

Segundo o comunicado, durante o governo de Michel Temer, atual Presidente brasileiro, o desmatamento na Amazónia diminuiu, após uma curva ascendente nos últimos anos.

A aposta na fiscalização, no incentivo à economia florestal e na retoma das ações de conservação contribuíram para a redução de 12% do desmatamento, no período de agosto de 2016 a julho de 2017.