Câmara de Porto de Mós apela à moderação no consumo de água

Câmara de Porto de Mós apela à moderação no consumo de água

Com vista a reduzir significativamente os consumos de água públicos, o municipio de Porto de Mós pôs em marcha um plano de redução/suspensão dos sistemas de rega nos espaços públicos do concelho. O combate a fugas de água na rede de abastecimento pública é outra das prioridades do Municipio de Porto de Mós.

Tendo em consideração as condições climatéricas ocorridas no ano hidrológico 2016/2017, as quais tiveram como consequência uma redução muito significativa das reservas hídricas superficiais e uma redução da produtividade de recursos hídricos subterrâneos, que estão na origem dos sistemas de abastecimento de águas às populações e atividades urbanas, a quantidade de água produzida e as perdas de água, justificam esta ação, revela a autarquia, em comunicado.

As freguesias estão, igualmente, a ser sensibilizadas e envolvidas neste esforço coletivo. Nesse sentido, a câmara apela às instituições, indústrias, comércio e consumidores domésticos que adotem as seguintes medidas de contenção dos consumos:
1. Evitar as regas e lavagens de pavimento, edifícios ou viaturas nas horas de calor.
2. Optar por duches rápidos em vez de banhos de banheira
3. Verificar a existência de roturas ou fugas de água com regularidade.
4. Substituir as torneiras, os autoclismos e os equipamentos com fugas de água.
A água potável é um bem precioso e escasso. Temos de lhe dar o devido valor, assumindo o compromisso do seu uso eficiente e racional.