Combate custa quatro milhões às papeleiras

Categoria Home

Cerca de 300 operacionais, dois helicópetros disponíveis 24 horas por dia, seis torres de vigia e mais de meia centena de viaturas de vigilância e combate aos incêncios. Em plena época de fogos, é este o exército com que contam a Altri e a Portucel Soporcel na protecção dos quase 250 mil hectares de terreno onde estão plantados os seus eucaliptos refere hoje o Diário de Notícias. Os dois maiores grupos da indústria papeleira nacional criaram a Afocelca, uma empresa que se dedica ao combate de incêndios nas propriedades dos dois grupos, que só este ano investiram cerca de quatro milhões de euros neste sector. Apesar de ter como missão principal “apoiar o combate aos incêndios florestais nas propriedades das empresas agrupadas”, a verdade é que a Afocelca passa a maior parte do tempo a apagar fogos alheios. De acordo com os números da empresa, no ano passado, 85% das acções de intervenção dos meios deste consórcio ocorreram em propriedade de terceiros. Uma situação que se explica pelo facto de, desde 2005, a Afocelca integrar o Dispositivo Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios Florestais (DFCI), da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), refere a edição do DN.”