EMEL assina contratos de financiamento para cinco novas ciclovias intermunicipais

EMEL assina contratos de financiamento para cinco novas ciclovias intermunicipais

A EMEL (Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa) assina esta quarta-feira os contratos de financiamento das novas ciclovias intermunicipais, no âmbito do Fundo Ambiental, numa cerimónia que decorre, esta terça-feira, na Estação de Metro do Senhor Roubado, e conta com a presença do presidente da Empresa, Luís Natal Marques, e do ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes.

Segundo um comunicado, a EMEL irá ser responsável pela construção de 5.572 metros de ciclovias, que irão ligar Lisboa a Odivelas, Amadora, Moscavide, Sacavém e Algés, num investimento de 2.750.347 Euros, que contará com 650.716 Euros de financiamento do Fundo Ambiental:

  • Lisboa (Lumiar) – Odivelas: Com uma extensão de 2.130 metros;
  • Lisboa (Benfica) – Amadora: Com uma extensão de 5.350 metros;
  • Lisboa (Olivais) – Moscavide: Com uma extensão de 1.392metros;
  • Lisboa (Parque da Nações) – Sacavém: Com uma extensão de 1.026 metros;
  • Lisboa (Restelo) – Algés: Com uma extensão de 9.992 metros.

Com a construção destas cinco ciclovias intermunicipais, que se prevê estarem prontas até ao final de 2022, a EMEL “pretende reforçar a promoção do uso da bicicleta como uma forma de mobilidade prática e segura em meio urbano, sobretudo em deslocações pendulares e em complementaridade à oferta de transpores públicos, privilegiando as ligações que atingem o maior número de pessoas”, assegura no comunicado.