Empresas, autoridades locais e ONG instam líderes da UE a intensificar ação climática

Empresas, autoridades locais e ONG instam líderes da UE a intensificar ação climática

Hoje, um conjunto de empresas, grupos de investidores, autoridades locais e regionais e grupos da sociedade civil, como Coligação para uma Maior Ambição Climática, apelam aos líderes da União Europeia (UE) para acelerar a transição para uma Europa sem emissões de carbono e assim limitar os impactos climáticos, permitindo melhorias na saúde pública, uma maior competitividade para as empresas e um aumento de empregos de boa qualidade.

A ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável faz parte desta coligação, que acredita que os atuais compromissos climáticos da UE precisam de ser aumentados para assegurar as metas do Acordo de Paris. Os participantes na Coligação exortam os líderes da UE a:

– Assegurar a finalização da legislação energética da UE para 2030, em conformidade com os níveis de ambição adotados pelo Parlamento Europeu;

– Assegurar que a nova estratégia climática de longo prazo da UE coloque a Europa num caminho que cumpra o objetivo de 1,5°C do Acordo de Paris, que deve incluir um objetivo de emissões nulas até 2050, o mais tardar;

– Garantir uma revisão atempada da meta de redução das emissões de gases com efeito de estufa para 2030, de modo a permitir à UE voltar a submeter o seu compromisso de Paris à ONU até 2020, conforme acordado em Paris.

Francisco Ferreira, presidente da ZERO, afirma: “Portugal tem sido um dos países mais ambiciosos na implementação do Acordo de Paris ao comprometer-se em atingir a neutralidade carbónica em 2050 e procurando que a Europa como um todo também alinhe nesta meta.”

Esta declaração da coligação tem lugar um dia antes da reunião de alto nível à escala europeia que tem lugar esta quarta-feira, 13 de junho, onde os principais decisores e as partes interessadas discutirão maneiras de intensificar a ação climática no quadro do denominado “Diálogo de Talanoa”, tendo igualmente lugar a ronda final de negociações sobre a legislação da UE em matéria de energia para 2030.