Falta regimes para conciliar a eficiência das centrais com os requisitos técnicos

Categoria Ambiente, Energia

Walter Boltz, vice-presidente da Agency for Cooperation of Energy Regulators (ACER) afirmou, em entrevista ao Diário Económico, que não existem “elementos de mercado necessários para conciliar a eficiência das centrais eléctricas com os requisitos técnicos”, o quer considera que se deve aos elevados subsídios atribuídos a tecnologias específicas na produção de electricidade, que provocam uma ruptura no ciclo de investimento da indústria eléctrica. “Não só estão a ser fechadas novas estações, como os ORT (operadores de rede de transportes) têm de contratar capacidade para garantirem a estabilidade das suas operações.   Boltz referiu ainda o projecto do mercado único de electricidade já fez grandes progressos e que já são visíveis por muitos os benefícios reais na integração de mercado, mas também ainda existem “situações de proteccionismo nacional que provocam atrasos na integração de mercado”, na qual espera que a ACER desempenhe um papel activo, numa altura em que este mercado não tarda a concretizar-se.   O vice-presidente será um dos oradores da conferência prémio REN 2014, que decorre a 1 de Outubro, na Fundação Champalimaud.”