Governo anuncia apoio de 173 mil euros para valorização do Parque Natural do Tejo Internacional

Governo anuncia apoio de 173 mil euros para valorização do Parque Natural do Tejo Internacional

Categoria Ambiente, Florestas

O Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e da Ação Climática (MAAC) irá apoiar, em cerca de 173 mil euros, cinco projetos (com conclusão até 2021) considerados essenciais na valorização do Parque Natural do Tejo Internacional (PNTI), lê-se numa nota do Governo.

A Quercus (Associação Nacional para a Conservação da Natureza) será responsável por três projetos: “Compatibilização da gestão cinegética com a conservação da natureza no PNTI”; “Investigação e monitorização de avifauna no PNTI” e “Plano de sensibilização ambiental para a população local no PNTI”. Estes projetos terão um financiamento de 97.500 euros.

O projeto “Criação do Roteiro Estratégico de Desenvolvimento Turístico no PNTI”, no valor de 61.500 euros, será executado pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco.

A Associação Empresarial da Beira Baixa, responsável pelo projeto “Capacitação e envolvimento dos atores chave – Comunicação, criação e promoção de identidade do PNTI”, beneficiará de 14.206 euros.

De acordo com o MAAC, este projetos integram o “Plano de Valorização 2018-2022”, elaborado no âmbito do Projeto Piloto para a Gestão Colaborativa do PNTI, objeto de um Protocolo de Colaboração entre sete subscritores: o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), os Municípios de Castelo Branco, Idanha-a-Nova e Vila Velha de Ródão, o Instituto Politécnico de Castelo Branco, a Associação Empresarial da Beira Baixa e a Quercus – Associação Nacional para a Conservação da Natureza.

Este Projeto Piloto foi uma iniciativa do Ministério do Ambiente e da Transição Energética que esteve na base da conceção do modelo de cogestão de áreas protegidas, definido pelo Decreto-Lei n.º 116/2019, de 21 de agosto.