“Há mais pessoas com acesso a um telemóvel do que a uma casa-de-banho”

“Há mais pessoas com acesso a um telemóvel do que a uma casa-de-banho”

No próximo dia 19 de novembro, dia em que é celebrado o Dia Mundial do Saneamento, a Fundação We Are Water realiza várias atividades a nível internacional, de forma a consciencializar para a falta de acesso ao saneamento básico em muitas partes do mundo. “Esta é uma oportunidade única de enfrentar o desafio global de proporcionar um saneamento limpo, saudável, acessível e disponível”, adianta a fundação em comunicado.

A falta de acesso a saneamento adequado custa nos países mais pobres cerca de “260 biliões de dólares”. No século XXI, “ainda existem cerca de 2,400 milhões de pessoas que não têm acesso a saneamento básico”. Hoje em dia, “946 milhões de pessoas são forçadas as defecar a céu aberto, um número quase tão elevado como a população total do continente africano (1,100 milhões)”. Estes dados “impressionam sobretudo quando descobrimos que há mais pessoas no mundo com acesso a um telemóvel do que com o acesso a uma casa de banho”, alerta.

Este problema tem um impacto “extremo” na saúde global. “842,000 mortes poderiam ser evitadas todos os anos se existisse um saneamento e estruturas de higiene adequadas para todos. 1,000 crianças com menos de 5 anos de idade morrem a cada dia em todo o mundo devido a doenças diarreicas, uma consequência da falta de saneamento básico e acesso à água potável”, revela, ainda, a Fundação We Are Water .

Segundo o comunicado, “o grupo que é particularmente afetado é o que inclui mulheres e meninas, tanto na educação como na segurança”. A falta de serviços de saneamento adequados é “a principal causa de abandono escolar entre as meninas nos países em desenvolvimento, especialmente depois de atingir a puberdade, quando a menstruação torna as coisas ainda mais complicadas”. “O abandono escolar entre os adolescentes seria reduzido em até 15% se as mesmas tivessem acesso a serviços de saneamento nas escolas, enquanto o número de abusos e agressões sexuais contra as mulheres diminuía se elas tivessem uma casa de banho na sua escola, em casa ou nas proximidades”, lê-se, também.

A Fundação We Are Water, ciente destes problemas, vividos por milhões de pessoas em todo o mundo, comemora o Dia Mundial do Saneamento com diferentes eventos que terão lugar no Roca Galerias em Lisboa, Madrid, Barcelona e Londres, bem como em outros países onde está presente. Estas iniciativas terão mesas redondas, onde temas como problemas de saneamento nas cidades, arquitetura e saneamento na Índia ou problemas relacionados com o acesso à água, serão discutidos.