INDAQUA desinfeta ruas e espaços públicos no Norte do país

INDAQUA desinfeta ruas e espaços públicos no Norte do país

Categoria Águas, Ambiente

A INDAQUA adaptou os seus serviços para pôr em marcha uma ação de desinfeção de ruas e espaços públicos em todos os concelhos onde detém operação. Com esta iniciativa, a INDAQUA visa apoiar os executivos locais e instituições públicas no combate à propagação comunitária do Covid-19, promovendo a segurança e bem-estar das populações.

Santa Maria da Feira foi o primeiro concelho a acolher a iniciativa. Ao longo das próximas semanas, uma equipa operacional da INDAQUA percorrerá as principais artérias da cidade e respetivas freguesias com uma viatura adaptada a este tipo de intervenções, assegurando a desinfeção de ruas e equipamentos municipais, entre os quais a Unidade de Saúde Familiar (USF) de Rio Meão, atualmente Área Dedicada Covid-19.

Também Matosinhos aderiu à ação e terá, já a partir desta semana, uma equipa da INDAQUA a proceder à lavagem e desinfeção de várias áreas públicas e arruamentos, em estreita coordenação com a Câmara Municipal e Proteção Civil. Segue-se o concelho de Vila do Conde, cuja intervenção vai decorrer ainda durante o mês de abril.

De acordo com Luís Lourenço, Head of Communications do grupo INDAQUA, “a ação está a ser bem acolhida tanto pelos municípios como pelas entidades locais responsáveis, como as Autoridades de Saúde e Proteção Civil, não apenas pela sua relevância no atual contexto, como pela flexibilidade que potencia em termos de implementação. Com efeito, adaptámos recursos físicos e preparámos recursos humanos para responder de forma ajustada às necessidades de cada município. Entendemos que todos os esforços serão poucos para minimizar os impactos desta pandemia na vida das populações, pelo que decidimos colocar-nos também desta forma ao serviço daqueles que servimos diariamente por outras vias”.

Recorde-se que no contexto da Covid-19, a INDAQUA ajustou a sua habitual atividade às recomendações das autoridades, sem comprometer o serviço público essencial às mais de 600 mil pessoas que serve. Para além do abastecimento de água, também as redes de saneamento, o tratamento de águas residuais e o controlo de qualidade têm vindo a ser totalmente garantidos. A população pode contar ainda com a isenção de cortes e com a flexibilização dos prazos de pagamento que a INDAQUA está a aplicar desde o primeiro momento e que foram, posteriormente, decretados pelo Estado de Emergência.