Lidl ajudou a exportar mais de 18 mil toneladas de frutas e legumes, apoiando 390 produtores

Lidl ajudou a exportar mais de 18 mil toneladas de frutas e legumes, apoiando 390 produtores

Categoria Advisor, Empresas

Os resultados da campanha de exportação do Lidl Portugal em parceria com a Portugal Fresh, no ano de 2020, já foram divulgados: “De março de 2020 a fevereiro de 2021, foram exportadas um total de 18.200 toneladas de frutas e legumes nacionais, correspondendo a 1064 camiões que sairiam de Portugal com destino a oito países europeus (Alemanha, Irlanda, França, Espanha, Reino Unido, Polónia, Bélgica e Suíça)”, lê-se num comunicado partilhado pelo Lidl.

Num ano particularmente difícil, marcado pela pandemia da Covid-19, Lidl Portugal manteu a via da exportação e ajudou a que 390 produtores, que empregam cerca de 6.800 colaboradores, pudessem manter os seus canais de fornecimento, ao mesmo tempo que impulsionou a produção nacional para os vários mercados onde tem presença.

Segundo o mesmo comunicado, em termos de variedade, no ano de 2020, a empresa ajudou a exportar mais de uma dezena de diferentes frutas e legumes, entre os quais: Pera Rocha, Melão, Frutos Vermelhos, Melancia, Nectarinas, Castanhas, Couve-coração, Abóbora Manteiga e Cenouras Bio, tendo duplicado a diversidade de produtos exportados, em apenas dois anos. 2o2o foi igualmente o ano em que o retalhista iniciou a exportação de citrinos certificados IGP, levando 1300 toneladas de laranjas e limões do Algarve para a Alemanha, com a Laranja a representar mais de 90% desta exportação. Ainda referente aos resultados do ano passado, a Pera Rocha continuou a ser o produto “estrela de exportação”, com cerca de “9600 toneladas exportadas, das quais quase 5800 para o mercado alemão”.  E já no ano de 2021, o retalhista alargou o seu portfólio e iniciou a exportação de Pêssego para a Alemanha: “Esta fruta está atualmente a chegar a 922 lojas, representando cerca de 29% de lojas na Alemanha”, refere.

Todos os fornecedores de frutas e legumes do Lidl possuem a certificação Global G.A.P e G.R.A.S.P, que para além de garantir que a agricultura é segura e que os possíveis impactos negativos da mesma estão a ser reduzidos, serve de garantia também para questões como as condições de segurança, higiene e saúde dos trabalhadores.