Lisboa debate alterações climáticas de 28 a 31 de maio no CCB

Lisboa debate alterações climáticas de 28 a 31 de maio no CCB

Categoria Advisor, Agenda

De acordo com o último Relatório Especial do Painel Intergovernamental sobre as Alterações Climáticas (IPCC SR1.5, 2018) da ONU, o aquecimento global deverá atingir 1,5 °C entre 2030 e 2052 se continuar a aumentar à taxa atual. Os riscos para os sistemas naturais e humanos terão maior impacto para o aquecimento global de 1,5 °C do que no presente. Especialistas internacionais, investigadores, legisladores e profissionais da área focados nas diferentes dimensões das alterações climáticas irão reunir-se na European Climate Change Adaptation conference (ECCA), de 28 a 31 de maio de 2019, em Lisboa, para discutir os recentes avanços na investigação e na aplicação de ações de adaptação às alterações climáticas. Trata-se de uma das maiores conferências europeias sobre Adaptação às Alterações Climáticas, contando com um total de 1200 participantes. O evento terá três sessões plenárias, num auditório para 1500 pessoas, com 16 palestrantes principais, e oito sessões paralelas.

Uma abordagem cooperativa permite melhorar a aprendizagem e a troca de conhecimento para oferecer melhores soluções. A conferência bienal da ECCA é organizada por três projetos do Horizonte 2020, em nome da Comissão Europeia, e é a maior conferência sobre adaptação às alterações climáticas na Europa. Será realizada pela primeira vez no Sul da Europa e enfatizará a colaboração entre as comunidades de adaptação às alterações climáticas (climate change adaptation – CCA) e de redução do risco de desastres (disaster risk reduction – DRR), reunindo assim os dois grupos.

A conferência centra-se nas metas dos três principais acordos internacionais: Acordo de Paris, Declaração de Sendai para Redução do Risco de Desastres e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os temas discutidos e apresentados vão desde os incêndios florestais extremos, passando pela adaptação de negócios, infraestruturas urbanas de espaços verdes, inovação e resiliência urbana, serviços climáticos para sistemas de tomada de decisão, cidadãos e vida sustentável, até iniciativas de jovens.

“À medida que o conhecimento científico relacionado com as alterações climáticas avança, quem se encontra nos centros de decisão nos setores público e privado tem uma necessidade crescente de informações em relação aos impactos das alterações climáticas nas suas áreas de atuação. É aqui que os serviços climáticos são relevantes, um campo que evoluiu consideravelmente nos últimos anos em todo o mundo” de acordo com Prof. Dra. Daniela Jacob, chefe do Centro de Serviços Climáticos da Alemanha (Climate Service Center Germany – GERICS) , palestrante da conferência ECCA 2019. “Os serviços climáticos podem ser definidos como a transferência de conhecimento climático relevante para tomadas de decisão de uma série de utilizadores na forma de produtos e serviços feitos por medida”.

Com o objetivo de encontrar soluções integradas e inspirar ações que não deixem ninguém para trás na agenda de desafios da mudança climática, a conferência será uma etapa para apresentar a excelência europeia em Investigação e Inovação (R&D) para adaptação às alterações climáticas; e informará a Horizon Europe, o próximo quadro europeu de financiamento para Investigação e Inovação.

Pode fazer a sua inscrição aqui.