Nãm Urban Farm deve chegar ao Porto e a Braga em 2023

Nãm Urban Farm deve chegar ao Porto e a Braga em 2023

Inaugurada oficialmente no passado dia 7 de junho, a Nãm Urban Farm Cascais é um projeto de economia circular que consiste em dar uma nova vida à borra de café e, que, agora, vai replicar o modelo de negócio iniciado em 2020 em Marvila.

O processo é, exatamente, o mesmo: “Baseia-se na recolha controlada da borra de café nos nossos clientes e na sua utilização para a produção sustentável e consciente de cogumelos na cidade de Cascais, que posteriormente serão vendidos a esses mesmos clientes onde fomos recolher a borra, completando um círculo perfeito”. A expectativa é que “façamos, até ao final deste ano, a recolha de 7 toneladas de borra de café na zona de Cascais”, indica Natan Jacquemin, fundador da startup Nãm, em declarações à Ambiente Magazine.

Em Cascais, na Nãm Urban Farm, os visitantes podem adquirir cogumelos comercializados – “pleurotus ostreatus” -, bem como dois kits, comercializados desde o início de 2020, que permitem ao consumidor final a produção de cogumelos em casa. “O primeiro kit é vendido a um preço de 15 euros e, permite ao consumidor final produzir Pleurotus (cogumelos) na sua própria casa, incluindo já o substrato”, explica o responsável, acrescentando que o consumidor final apenas terá de “humidificar o kit”. Já com o segundo kit, o consumidor final tem a possibilidade de “produzir cogumelos alimentando-os com as borras de café (DIY)”, acrescenta Natan Jacquemin.

Questionado sobre a necessidade de expandir o conceito de quinta urbana de Economia Circular a outra cidade, o fundador refere que a decisão de Cascais se deve ao “objetivo de iniciar a expansão geográfica da NÃM de forma controlada”, mantendo uma “proximidade relativa face à unidade produtiva central”, localizada em Famões. Por outro lado, “com Cascais e Marvila, temos duas quintas urbanas que podem abastecer a região da Grande Lisboa sem a necessidade de realizar percursos longos na cadeia de distribuição, reduzindo ao máximo a pegada carbónica”, precisa.

De acordo com Natan Jacquemin, a Nãm Urban Farm Cascais pretende chegar a uma “nova localidade”, dando resposta à “crescente procura de cogumelos Nãm”, criando uma “ligação com a comunidade de agricultores urbanos de economia circular desta autarquia” e, simultaneamente, ser um “espaço de aprendizagens educativas”, fomentando a “visita de escolas”, partilhando a “paixão pela sustentabilidade, pela agricultura urbana”, e “inspirando jovens empreendedores para criar novas ideias em prol de um mundo melhor”.

Lançada em 2020, na Marvila, o balanço que é possível fazer-se da quinta urbana de economia circular é bastante positivo: “A Nãm Urban Farm em Lisboa, Marvila, e a unidade de produção de Famões, em Odivelas, registam atualmente uma capacidade de produção de 30 toneladas de cogumelos anuais, o que equivale a 100 toneladas de borra de café reutilizada”. Em termos de “impacto ecológico”, estes números traduzem-se ao equivalente a “480 árvores plantadas e menos 1200 carros em circulação”, permitindo uma “redução anual de consumo de 48 toneladas de CO2”, acrescenta.

“A economia circular permite transformar um problema em oportunidade criando crescimento sustentável”

Sobre a possibilidade de algar este projeto a outras cidades, o  fundador da Nãm afirma que o plano de expansão, agora iniciado, tem previsto a “abertura de quintas urbanas” em algumas das principais cidades portuguesas: “As próximas serão Porto e Braga e deverão inauguradas em 2023”.

Reiterando a importância do conceito de “quinta urbana” para as cidades e comunidade, Natan Jacquemin reforça que a missão da Nãm é mostrar que é possível conciliar a economia com a ecologia: “Acreditamos que esse é o maior desafio do século. Hoje em dia, quando se pensa em economia, pensa-se na destruição da Natureza e quando se pensa em ecologia, pensa-se na destruição económica”. Portanto: “A economia circular permite transformar um problema em oportunidade criando crescimento sustentável. Esse é o nosso propósito: gerar valor económico e ambiental”.

A Nãm Urban Farm é uma iniciativa que junta Delta Cafés e a startup Nãm.

Leia mais aqui: 👇

Lisboa dá boas-vindas à primeira quinta urbana de economia circular

Cristiana Macedo