Nova etiqueta energética para lâmpadas entra em vigor no dia 1 de setembro

Nova etiqueta energética para lâmpadas entra em vigor no dia 1 de setembro

Categoria Ambiente, Energia

As fontes de luz passam a ter uma nova etiqueta energética a partir desta quarta-feira, dia 1 de setembro. Quer isto dizer que a nova etiqueta energética inclui agora lâmpadas e luminárias integradas (i.e., candeeiros com a lâmpada incorporada), refere a ADENE (Agência para a Energia), num comunicado.

Segundo a ADENE, o regresso à escala de A a G, abandonando as classes “+” que tornavam mais difícil a diferenciação entre produtos, são uma das grandes novidades da nova etiqueta energética, que passa também a incluir o código QR que permite aceder à Base de Dados de Produtos Europeia, EPREL e consultar todos os dados técnicos do produto. No caso das fontes de luz isso inclui informações sobre a cor das fontes de luz (branco quente, branco neutro, branco frio), capacidade de atenuação, vida útil média, bem como outros recursos sobre a qualidade luminotécnica, incluindo reprodução cromática e cintilação, lê-se na nota da ADENE.

Esta mudança nas etiquetas para fontes de luz, segue-se às alterações verificadas, em março último, para alguns eletrodomésticos, aparelhos de refrigeração, máquinas de lavar roupa, máquinas de lavar loiça e televisores.

A etiqueta energética é uma das iniciativas de maior sucesso da União Europeia. Desde 1994, ano da sua implementação, que a etiqueta energética tem contribuído para os objetivos da União Europeia em matéria de energia e clima, promovendo a poupança de energia e consequente redução de custos junto dos consumidores e o desenvolvimento e inovação de produtos mais eficientes junto da indústria. Para continuar esta história de sucesso, a UE reviu o conceito da etiquetagem energética para torná-lo ainda mais útil e eficaz para os consumidores no futuro.

O apoio da ADENE à boa implementação da nova etiqueta energética no mercado português enquadra-se no projeto europeu Label 2020, financiado pelo programa Horizonte 2020 da Comissão Europeia e no qual a ADENE é a entidade parceira nacional.