O inferno desceu à cidade do Funchal

O inferno desceu à cidade do Funchal

Categoria Ambiente, Florestas

Três mortos, um desaparecido, dois feridos graves, um dos quais evacuado para Lisboa, 147 ligeiros, um sem número de habitações destruídas, um hotel de cinco estrelas ardido e uma tempestade de caos bem no centro Funchal. O balanço, feito na madrugada desta quarta-feira, dos incêndios que lavram desde a véspera na capital madeirense contabiliza ainda os cerca de 1000 deslocados, o Hospital dos Marmeleiros evacuado, os armazéns industriais consumidos pelo fogo e as unidades fabris devastadas, dá conta hoje o Público.

Segundo o diário, este é um balanço provisório, “porque o incêndio já prometeu acalmar-se várias vezes e nunca cumpriu. Surgiu sempre mais violento, alimentado pelo vento forte e seco do Norte de África, que fez os termómetros subirem aos 37 graus”.

No final da tarde de ontem, o executivo madeirense pediu ajuda a Lisboa.